24.9 C
Vitória
quarta-feira, 27 outubro, 2021

Polícia ainda não sabe motivo da morte de vereador

Dois homens suspeitos de envolvimento na morte do vereador de Presidente Kennedy foram presos, mas negaram participação no crime.

Por Josué de Oliveira

Dois homens suspeitos de envolvimento na morte do vereador de Presidente Kennedy Marcos Augusto Costalonga, o Marquinhos da Cooperativa, foram presos na última quarta-feira (29), mas a polícia ainda não sabe a motivação do crime.

Os dois foram presos com uma quadrilha acusada de praticar crimes contra o patrimônio, mas segundo o delegado responsável pelas investigações, Thiago Viana, afirmou que ainda é cedo para definir a motivação.

“Não podemos afirmar ainda se foi homicídio ou latrocínio. Isso vamos definir na próxima fase das investigações, já que os suspeitos negaram participação no crime”.

Apesar de nenhuma hipótese ter sido descartada, o titular da delegacia de Presidente Kennedy disse ainda que durante as investigações não foi encontrado nenhum elemento que pudesse associar ao crime de homicídio.

“Ele não tinha inimizades e era uma pessoa muito querida”, explicou.

Marquinhos da Cooperativa foi assassinado no dia 27 de maio no interior de Presidente Kennedy após sair de uma confraternização.

O carro em que estava foi cercado por quatro indivíduos, sendo que um deles teria anunciado o assalto. Nesse momento, o vereador teria acelerado e perdeu o controle do veículo ao ser atingido pelos disparos.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade