21.8 C
Vitória
domingo, 7 junho, 2020

Pacote Mais Brasil: conheça as primeiras propostas

Leia Também

O amor está no ar! Confira as dicas de presente para o Dia dos Namorados!

O isolamento social pode ter mudado os planos de muitos casais em relação a forma de comemorar o Dia dos Namorados, celebrado no dia 12 de junho. Mas uma coisa é certa: a data não pode passar em branco. Veja as cidas!

Podcasts para empreendedores ouvirem durante o isolamento social

Uma das opções para o período de isolamento social é ouvir podcasts, formato que ganhou o gosto do brasileiro:em 2019. Veja as dicas!

Alunos de academia podem ter direitos garantidos, diz Procon da Serra

Segundo o órgão, o aluno que fez o pagamento das mensalidades normalmente durante o período em que as academias estavam fechadas tem direito a um bônus, ou seja, tem direito a usufruir dos serviços contratados pelo período correspondente ao que ele pagou e não usou.

Energia e disposição para superar o isolamento social

A boa notícia é que a alimentação pode ser uma boa aliada para quem busca mais energia para conseguir enfrentar e superar essa crise.

A nova reforma tramitará sob forma de três propostas de emenda à Constituição

O presidente Jair Bolsonaro entregou nesta terça-feira (5) ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, parte de um pacote de propostas elaboradas pela equipe econômica do governo para reformar o Estado brasileiro. São três propostas de emenda à Constituição (PECs): a emergencial, que pretende reduzir gastos obrigatórios, a do pacto federativo, que muda a distribuição de recursos entre União, estados e municípios, e a que revisa fundos públicos.

Já nesta quarta-feira (6), mais de 40 senadores se reuniram com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir o plano Mais Brasil. O encontro foi realizado na residência oficial da presidência do Senado, em Brasília.

O conjunto de medidas (plano ou pacote Mais Brasil) é a prioridade do governo após a aprovação da reforma da Previdência (PEC 6/2019). Um dos objetivos é pôr em prática o princípio do “mais Brasil, menos Brasília”. Ou seja: descentralizar o dinheiro que fica com a União, aumentando a autonomia de estados e municípios, uma das bandeiras de campanha de Bolsonaro durantes as eleições. O presidente apontou que as propostas deverão ser aperfeiçoadas por deputados e senadores e disse esperar que a votação das medidas se encerre até “meados do ano que vem”.

Ao receber as propostas, Alcolumbre disse que “este Parlamento foi eleito para fazer as coisas acontecerem”. Afirmou que o atual Congresso será “o mais reformista” da história e enfatizou que propostas do governo conciliam-se com o que a Casa pensa. “A gente não precisa concordar com tudo, mas precisa buscar conciliação, porque o Brasil espera da gente essa conciliação”, falou.

Davi destacou que os textos foram construídos “por várias mãos” e afirmou que pretende reunir os senadores e avaliar com líderes partidários qual tramitação dará a essas matérias.

Transformação

O ministro Paulo Guedes e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, acompanharam o presidente Jair Bolsonaro na entrega das propostas nesta terça-feira. Elas serão analisadas inicialmente pelo Senado e, se aprovadas, seguirão para a Câmara. Segundo Paulo Guedes, o governo está propondo uma transformação do Estado brasileiro em várias dimensões.

Guedes estima que as mudanças no pacto federativo aumentarão a transferências de recursos a estados e municípios em cerca de R$ 400 bilhões a R$ 500 bilhões. “O dinheiro tem que estar na ponta, tem que estar onde o povo está. Tem que estar na base e é isso que o presidente está fazendo”, assinalou.

Plano Mais Brasil
Entrega do plano Mais Brasil feita pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Foto – Roque de Sá/Agência Brasil)

Propostas

O plano ou pacote Mais Brasil é dividido em três propostas de emenda à Constituição (PEC). A PEC do Pacto Federativo traz mudanças na divisão de recursos de União, estados e municípios. O texto prevê, entre outros pontos, a descentralização de recursos do pré-sal, a criação de um Conselho Fiscal da República que se reunirá a cada três meses para avaliar situação financeira dos estados e medidas de desvinculação, desindexação e desobrigação do Orçamento.

A PEC propõe, por exemplo, mudanças na regra que hoje destina percentuais fixos da receita com gastos em saúde e educação, permitindo que gestores públicos tenham mais flexibilidade para escolher o que é prioridade.

Já a PEC emergencial institui gatilhos para conter gastos públicos em caso de crise financeira na União, estados e municípios. A proposta traz uma espécie de regra de ouro para os estados, instrumento que proíbe o endividamento público para pagar as despesas correntes, como os salários do funcionalismo público, benefícios de aposentadoria, contas de energia e outros custeios. Entre as medidas, está a possibilidade de redução de jornadas e salários de servidores públicos.

O governo aponta que a PEC emergencial é fundamental para reduzir despesas obrigatórias e abrir espaço já no Orçamento de 2020 para realizar os investimentos que resultem em maior benefício para a população.

E a PEC da Revisão dos Fundos vai propor ampla reforma dos fundos constitucionais e infraconstitucionais para liberar mais de R$ 200 bilhões hoje travados nesses fundos para abater a dívida pública.

Enquanto senadores discutem essas propostas, deputados deverão se debruçar sobre outras medidas, como a PEC da reforma administrativa, que muda as regras do serviço público. O texto deve ser encaminhado à Câmara nos próximos dias.

*Da redação com informações da Agência Senado

Leia também
Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_177
Continua após publicidade

Fique por dentro

Inflação para famílias de baixa renda cai 0,30% em maio, diz FGV

Com o resultado, o índice acumulou alta de 0,81% no ano de 2020. Em 12 meses, o indicador acumulou avanço de 2,59% Por Daniela Amorim (AE)...

Dia Mundial do Meio Ambiente estimula ações de preservação do planeta

Para comemorar a data, instituições privadas, ONG's, prefeituras, e outras, se unem para fazer ações de conscientização em tempo de pandemia.

Produtos com até 50% no Dia Livre de Impostos

E por conta da pandemia do novo coronavírus, os estabelecimentos inovaram. Neste ano, o Dia Livre de Impostos será on-line.

Projeção de alta do crédito bancário em 2020 passa de 4,8% para 7,6%, diz BC

Já a projeção de crescimento do crédito livre em 2020 passou de 8,2% para 10,6%. No caso dos recursos direcionados, a projeção foi de zero para alta de 3,5%.

Vida Capixaba

O amor está no ar! Confira as dicas de presente para o Dia dos Namorados!

O isolamento social pode ter mudado os planos de muitos casais em relação a forma de comemorar o Dia dos Namorados, celebrado no dia 12 de junho. Mas uma coisa é certa: a data não pode passar em branco. Veja as cidas!

Podcasts para empreendedores ouvirem durante o isolamento social

Uma das opções para o período de isolamento social é ouvir podcasts, formato que ganhou o gosto do brasileiro:em 2019. Veja as dicas!

Alunos de academia podem ter direitos garantidos, diz Procon da Serra

Segundo o órgão, o aluno que fez o pagamento das mensalidades normalmente durante o período em que as academias estavam fechadas tem direito a um bônus, ou seja, tem direito a usufruir dos serviços contratados pelo período correspondente ao que ele pagou e não usou.

Prefeitura de Vila Velha e BNDES firmam parceria para modernizar parque de iluminação da cidade

Inicialmente, o sistema substituirá as 35 mil luminárias em toda a cidade, com lâmpadas com tecnologia de LED, além de telegestão, instalação de tecnologia de monitoramento remoto das luminárias.
Continua após publicidade