22.1 C
Vitória
quarta-feira, 15 julho, 2020

Ociosidade na indústria da construção é a menor em cinco anos

Leia Também

Mais de 65 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus no ES

Chegou a 65.213 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Espírito Santo, de acordo com o “Painel Covid”, administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Vila Velha tem maior verba em educação entre grandes redes de ensino do ES

Das cinco maiores Redes Municipais de Ensino do Espírito Santo, considerando ter mais de 25 mil alunos matriculados, a cidade foi a que apresentou o maior índice de aumento no aporte destinado à área: 13,1% na comparação entre os exercícios de 2018 e 2019. 

MME mantém recomendação para extinguir horário de verão

Medida foi pouco efetiva nos últimos anos, diz nota técnica. Saiba mais! O Ministério de Minas e Energia (MME) manteve a recomendação de não se...

Resultado aponta para sinais de recuperação na atividade e no emprego

A utilização da capacidade de operação da indústria da construção foi de 62% em setembro, o maior nível desde dezembro de 2014, e o menor dos últimos cinco anos, aponta a Sondagem Indústria da Construção, divulgada nesta sexta-feira (25), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O indicador de utilização cresceu 4 pontos percentuais em setembro frente a agosto e mantém o cenário de melhora, que vem ocorrendo desde o início do ano. A CNI ressalta que os dados não sugerem aceleração na recuperação, mas apenas continuidade dos resultados alcançado até agora.

De acordo com a pesquisa, o índice de evolução da atividade ficou em 49,5 pontos em setembro, o maior nível desde 2013. O indicador de evolução do número de empregados ficou em 47,5 pontos no mês passado e está 3,6 pontos acima da média histórica e 2,4 pontos maior do que o registrado em setembro de 2018.

A CNI observa que, mesmo abaixo da linha divisória dos 50 pontos, que indica queda ou crescimento, os dois índices superam as médias históricas. Segundo a entidade, isso sugere que há sinais de recuperação na atividade e no emprego.

Perspectivas

Os empresários continuam com perspectivas positivas. Todos os indicadores de expectativas estão acima dos 50 pontos, mostrando que os empresários esperam o aumento do nível de atividade, dos novos empreendimentos e serviços, da compra de matérias-primas e do emprego no setor nos próximos seis meses.

A confiança no setor também se mantém elevada, acima da linha divisória dos 50 pontos que separa a confiança da falta de confiança. O índice de confiança do empresário industrial da construção (Icei-Construção) ficou em 58,8 pontos neste mês, 5,3 pontos acima da média histórica.

Mesmo assim, a disposição para os investimentos segue baixa. Oscilando em torno de 35 pontos desde o início do ano, em outubro, o índice de intenção de investimento ficou em 36,2 pontos. Mesmo com a queda de 1 ponto em relação a setembro, o indicador permanece 2,4 pontos acima da média histórica. O índice varia de 0 a 100 pontos e quanto maior o valor, maior a disposição para fazer investimentos.

Obstáculos

A elevada carga tributária, a falta de demanda e o excesso de burocracia lideram a lista dos principais obstáculos enfrentados pela indústria da construção no terceiro trimestre deste ano. No ranking, a carga tributária ficou em primeiro lugar, com 41,1% das respostas dos empresários. Em segundo, com 35,5% das menções, aparece a demanda interna insuficiente, e, em terceiro, com 30,5% das assinalações, os industriais citam o excesso de burocracia.

O crescimento de 6,3 pontos percentuais no número de menções ao excesso de burocracia despertou a atenção da CNI. O problema, que ocupava o quinto lugar na lista do segundo trimestre, subiu para o terceiro posto no ranking.

Condição financeira

A sondagem informa ainda que as condições financeiras das empresas também melhoram no terceiro trimestre, apesar de permanecerem abaixo da linha divisória de 50 pontos, sugerindo insatisfação. O índice de satisfação com a margem de lucro ficou em 36,8 pontos no terceiro trimestre e está 0,7 ponto acima do registrado em igual período do ano passado. O índice de satisfação com a situação financeira subiu para 40,6 pontos. O índice de facilidade de acesso ao crédito subiu 1,7 ponto em relação ao segundo trimestre e ficou em 35,2 pontos.

Sondagem

A edição da Sondagem Indústria da Construção foi feita entre 1º e 11 de outubro com 490 empresas. Dessas, 175 são pequenas, 203 são médias e 112 são de grande porte.

*Da redação com informações Agência Brasil

Leia também
Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Chefe ou líder? O que você é?

Entende-se que uma das características mais importantes de um líder é desenvolver uma equipe que seja capaz de funcionar sem ele

Tecnologia faz produção de café conilon “pocar” no Norte do ES

Quem apostou em sistemas de irrigação modernos, aliados ao manejo correto integrado, já começa a colher os primeiros frutos de uma tecnologia que veio para ficar.

Feirão Limpa Nome: seis passos antes de renegociar!

Mas antes de ir para a etapa de negociações é importante que o consumidor conheça seus números e faça uma faxina financeira.

CNI: confiança dos empresários da indústria melhora pelo 3ª mês seguido em julho

As expectativas com relação aos próximos seis meses já são otimistas", destacou a CNI, no documento. Confira! Por Eduardo Rodrigues (AE) Após bater no fundo do...

Vida Capixaba

Exposição de peças sacras em Vitória

Ao todo, serão fotos de 360 peças sacras contidas no catálogo “Acervo de arte sacra: Museu Solar Monjardim”, localizado em Jucutuquara, em Vitória.

Mais investimentos para recuperação de estradas rurais neste mês

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Interior, intensificará, nos próximos dias, os serviços de recuperação e manutenção das vias vicinais do interior.

Bares, restaurantes funcionam com horário diferenciado

Renato Casagrande fez o comunicado e explicou que os horários foram alterados, conforme a matriz de risco definida pelo governo estadual.

INSS começa teste de prova de vida digital com 550 mil beneficiários

Num primeiro momento, o mecanismo será feito por meio de reconhecimento facial, com o uso da câmera do celular, para quem já tem carteira de motorista ou título de eleitor digital.
Continua após publicidade