20.5 C
Vitória
segunda-feira, 17 maio, 2021

Normas mais rígidas para profissional de saúde que aplicar 2ª dose errada

O secretário da Saúde do Espírito Santo, Nésio Fernandes, afirmou, em entrevista coletiva realizada no início da tarde desta segunda-feira (03), que o Estado terá normas mais rígidas para evitar a aplicação errada da segunda dose da vacina contra a covid-19.

O secretário destacou que será publicada uma norma caracterizando a troca das vacinas como falta grave por parte de qualquer profissional da saúde.

“Temos observado um certo movimento de pessoas que foram imunizadas com a primeira dose da Astrazeneca ou Coronavac querendo ser imunizada com a Pzifer. Essa opção não é possível dentro do Plano Nacional de Imunização. Não existem evidências de segurança e também a troca da segunda dose por outros fabricantes irá comprometer a vacinação de outros cidadãos”, explicou.

Consolidação da queda no número de casos

“O Estado consolidou, ao longo da última semana, a queda no comportamento da curva de casos, internações e óbitos. Ainda é necessário transcorrer a semana atual. No entanto, deverá repercutir em uma queda significativa, podendo desenhar uma fase de recuperação”, afirmou o secretário.

Na próxima sexta-feira (07), será apresentado o cenário atualizado de casos de covid-19 no ES.

A vacinação caminha em boa velocidade no ES

Ao longo do mês de maio, devemos receber mais de 600 mil doses de vacinas contra a covid-19. Teremos a possibilidade de vacinar outros grupos de atividades econômicas e sociais. Acreditamos que esses grupos, nos meses de junho e julho, estarão em franca vacinação no Estado”, destaca o secretário.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade