20.8 C
Vitória
sábado, 4 julho, 2020

História de jornalista é relembrada em espetáculo de dança

Leia Também

Mais de 51 mil pessoas confirmadas com o novo coronavírus

De acordo com o “Painel Covid”, administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Destes, 31.980 já estão curados.

Bolsonaro escolhe Renato Feder como novo ministro da Educação

A expectativa é que o anúncio seja feito ainda nesta sexta-feira (3). Saiba mais!Por Jussara Soares e Renata Cafardo (AE)  O presidente Jair Bolsonaro escolheu...

Desigualdades e baixo aprendizado são os maiores desafios na educação

Relatório do Inep aponta desafios para cumprir metas do PNE. Saiba mais! O baixo nível de aprendizado dos alunos, as grandes desigualdades e a trajetória...

Bolsonaro sanciona lei que torna obrigatório o uso de máscara

Medida foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Saiba mais! O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que torna obrigatório o uso de máscaras...

Trechos da vida da jornalista Maria Nilce Magalhães serão retratadas por meio de sensações, emoções, cores e ângulos

Após circular por cidades do interior do Estado, o espetáculo de dança contemporânea Poison chega à Vitória nesta quinta-feira (23), em sessão única, às 19 horas, no Centro Cultural Sesc Glória.

No palco, as bailarinas Thayná Fabiano, Priscila Lages, Karollyne Tristão, Polyanna Senna e Rayanne Guimarães vão retratar trechos da vida da colunista social Maria Nilce Magalhães, assassinada no dia 05 de julho de 1989.

Maria Nilce foi uma mulher a frente do seu tempo. Essa afirmação poderá ser conferida nas passagens da sua vida em destaque no espetáculo, que também teve como base conversas com amigos e familiares da jornalista.

Foto: Tati Hauer

Poison é um mergulho, por meio da dança, no passado da mãe e mulher, que escancara aos olhos do espectador a vida como ela é, com erros, acertos, beleza e violência, tal como foi a vida de Maria Nilce. “Fomos em busca de detalhes e ficamos totalmente encantados com a ousadia dela, que teve uma presença marcante na sociedade capixaba”, declarou o produtor cultural e idealizador do espetáculo, Artênio Dutra.

A cada movimento das bailarinas a luz provoca sensações e emoções através da intensidade, cores e ângulos. Escrevendo sua própria dramaturgia, dialogando com os demais elementos que compõe a estética do espetáculo e revelando os pensamentos, prazeres e ideologias da inquietante jornalista. Uma curiosidade: o nome do espetáculo é uma referência ao perfume preferido de Maria Nilce.

Foto: Tati Hauer

O figurino de “Poison”, assinado pela designer Dayse Maciel e pela figurinista Angela Mendes, traz referências obtidas via acervo fotográfico da homenageada. E todo o processo de produção foi feito de forma colaborativa entre a equipe responsável pelo espetáculo, já que a troca de impressões sobre Maria Nilce foi intensa.

“Construímos um perfil baseado nas nossas percepções a cerca da mulher e profissional Maria Nilce. Nossa meta é mostrar ao público o furacão que foi esta mulher de coragem, uma figura realmente peculiar”, afirma Artênio Dutra.

Com designer de luz concebido por André Estefson, o espetáculo levará o público a mergulhar na intimidade, devaneios, introspecções, o amor à família e a coragem desse furacão em torno da personalidade multifacetada e peculiar de Maria Nilce Magalhães, desvelando sua trajetória profissional bastante polêmica no jogo dialético das relações sociais e de poder.

Violência contra a mulher 

Artênio Dutra, explica que, após exibição de Poison para alunos do curso de jornalismo da Faculdade Estácio de Sá, em Vitória, foi levantada a questão do feminicídio no Espírito Santo, que está entre os Estados com maior índice deste tipo de crime.

“Mesmo não sendo essa a intenção direta do trabalho, acreditamos ser conveniente abordar este assunto, já que casos como de Maria Nilce Magalhães, Araceli Cabrera Sánchez Crespo, Milena Gottardi Tonini Frasson e outras tantas mulheres invisíveis pontua uma questão que deve ser sim conversada abertamente e que nos permite novas reflexões, muito mais profundas sobre o assunto, tendo a arte como um meio de veiculação destas informações”, declara.

Espetáculo de dança contemporânea Poison
Data: 23 de maio (quinta-feira)
Horário: as 19 horas
Local: Centro Cultural Sesc Glória, em Vitória
Ingressos: R$10 (inteira) | R$6 (comerciantes e conveniados) | R$5 (meia entrada e comerciários)
Pontos de vendas: bilheteria do teatro
Classificação livre
Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_177
Continua após publicidade

Fique por dentro

Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial

Prazo para novos cadastros termina nesta quinta às 23h59. Saiba mais! Para quem ainda não se cadastrou a fim de receber o auxílio emergencial de R$...

Depois de dois meses em queda, produção industrial cresce 7% em maio

Alta é a maior desde junho de 2018 (12,9%), diz IBGE. Confira! A produção industrial brasileira avançou 7% na passagem de abril para maio deste...

Confiança do empresário sobe em junho pelo segundo mês, diz FGV

Índice atingiu 80,4 pontos em escala de zero a 200 pontos. Saiba mais! O Índice de Confiança Empresarial (ICE) medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV)...

Intenção de consumo das famílias tem maior queda em dez anos, diz CNC

Em comparação a junho do ano passado a queda é de 24,1%. Confira! A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), medida pela Confederação Nacional do...

Vida Capixaba

Grandes clássicos apresentados no segundo concerto on-line da Osses

A exibição virtual, que faz parte do projeto “[email protected] Sinfônica In Live”, começará às 20 horas, nas mídias sociais do Projeto Casa Verde.

O clássico tricot retorna à moda com o inverno

Desde que caiu na graça das fashionistas, o tricot ganhou recortes e estampas mais atuais e se consolidou como a peça chave dos looks de inverno nos últimos anos.

Cinema drive-in será aberto a partir desta quinta (02), em Vitória

Tendência nos anos 1960, o Circuito Cine Drive-In, será realizado em um espaço montado no estacionamento da Faculdade Estácio de Sá, em Jardim Camburi, Vitória.

População poderá opinar sobre projeto arquitetônico em Vila Velha

Estão previstas a construção de um centro de apoio aos visitantes com lojas, sede administrativa, salão, banheiros, depósitos, playground, estacionamento, entre outras melhorias.
Continua após publicidade