23.3 C
Vitória
quinta-feira, 18 abril, 2024

Lula e Macron lançam submarino em parceria franco-brasileira

O submergível Tonolero é o 3º projeto da parceria entre França e Brasil no programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da França, Emmanuel Macron, defenderam nesta quarta-feira, 27, a ampliação da parceria entre os dois países durante o batismo e lançamento ao mar do submarino Tonelero, em Itaguaí (RJ). A embarcação foi construída em uma parceria entre brasileiros e franceses dentro do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), da Marinha.

“(O submarino Tonelero) É a vitória da vontade e da determinação de um homem, Lula, com uma visão que soube marcar uma ambição que em 2008 parecia desmedida. A França acreditou e aderiu a essa aventura. Com a Marinha e a indústria brasileira, conseguimos construir. Vocês tinham razão em acreditar e nós tivemos razão em apoiar vocês. Esse terceiro submarino é o testemunho concreto do que os dois países são capazes de realizar juntos”, afirmou Macron.

- Continua após a publicidade -

O Tonelero é o terceiro submarino convencional com propulsão diesel-elétrica construído totalmente no Brasil pelo Prosub. O programa é uma iniciativa que teve origem em acordo firmado com a França, em 2008, no segundo mandato de Lula na Presidência. Desenvolvido para a construção das embarcações, o Prosub utiliza da transferência de tecnologia entre os países para o desenvolvimento de quatro submarinos convencionais da classe da embarcação francesa Scorpène e a fabricação do primeiro submarino brasileiro de propulsão nuclear.

Macron defendeu ampliar a parceria entre Brasil e França. De acordo com o presidente francês, os dois países compartilham “a mesma visão de mundo” e “rejeitam a conflituosidade”.

“Tenho a convicção que podemos abrir uma nova página dessa parceria estratégica entre os nossos dois países. Temos a mesma visão do mundo e do seu equilíbrio. Rejeitamos o mundo que seja prisioneiro da conflituosidade entre duas grandes potências”, concluiu Macron.

Iniciado no segundo mandato do presidente Lula, o plano do Prosub é entregar cinco submarinos – quatro com propulsão convencional e um nuclear – até 2033. Dois já estão em operação: Humaitá e Riachuelo. E outros três em construção Tonelero, Angostura e SCPN Álvaro Alberto, com propulsão nuclear.

O presidente brasileiro reforçou que a cooperação entre os dois países “não se limita à dimensão naval”. “Os helicópteros que o presidente Macron e eu usamos há pouco são produzidos em Itajubá, Minas Gerais, única fábrica de helicópteros da América Latina, por exemplo”, afirmou.

Em um discurso protocolar, Lula defendeu o Brasil como um país que preza pela paz. “Nós vamos continuar, na América Latina e na América do Sul, sendo um país de paz. Existe um processo de animosidade contra o processo democrático deste país e no mundo. Aos países que querem paz, saibam que estaremos ao lado de todos”, afirmou. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA