23.3 C
Vitória
domingo, 14 DE julho DE 2024

Lula comemora acordo de soltura de Julian Assange

‘Sua libertação e retorno para casa, ainda que tardiamente, representam uma vitória da luta pela liberdade de imprensa’, escreveu Lula

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, classificou a soltura do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, mesmo que “tardia”, como uma “vitória democrática”. Segundo o petista, após a libertação, o mundo está “melhor” e “menos injusto”.

“O mundo está um pouco melhor e menos injusto hoje. Julian Assange está livre depois de 1.901 dias preso”, escreveu o chefe do Executivo do Brasil em publicação no X, antigo Twitter, nesta terça-feira, 25. “Sua libertação e retorno para casa, ainda que tardiamente, representam uma vitória democrática e da luta pela liberdade de imprensa”, acrescentou Lula.

- Continua após a publicidade -

Na segunda-feira, 24, foi relevado um acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos em que Assange se declarará culpado na acusação de espionagem e roubo de documentos sigilosos. O trato põe fim a uma longa saga jurídica e permitirá que Assange volte a morar na Austrália.

Assange deve comparecer na quarta-feira, 26, ao tribunal federal nas Ilhas Marianas, um território dos Estados Unidos no Pacífico Ocidental, para se declarar culpado de uma acusação criminal de espionagem, por conspirar para obter e divulgar ilegalmente informações confidenciais de defesa nacional, disse o Departamento de Justiça em uma carta apresentada em corte. Após a audiência, ele estará oficialmente livre das acusações. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA