14.9 C
Vitória
quarta-feira, 29 junho, 2022

Libertadores: Palmeiras joga pela melhor campanha da história da fase de grupos

Foto_Danilo_Palmeiras_Libertadores_Revista_ES_Brasil
O meia, recentemente convocado por Tite a Seleção Brasileira, Danilo. Foto: Amanda Perobelli/Reuters/Direitos Reservados

Palmeiras vai em busca de bater dois novos recordes nesta Libertadores

Por Redação ES Brasil

O Palmeiras entra em campo no Allianz Parque, às 21h30, nesta terça-feira, 24 de maio, querendo alcançar dois novos recordes. O primeiro deles é estabelecer a melhor campanha da história da fase de grupos da Libertadores e, consequentemente, se tornar o time com mais gols assinalados nesta fase do torneio continental.

Diante do Deportivo Táchira, da Venezuela, os comandados de Abel Ferreira precisam de uma vitória simples para conquistar estes feitos. No duelo com o Emelec, na última semana, o Palmeiras já igualou o River Plate de 2020, que marcou 21 gols na fase de grupos. Uma nova vitória também fará o conjunto alviverde superar feitos de Boca Juniors (2015), Santos (2007) e Vasco (2001), que fizeram campanha perfeita nas seis partidas iniciais, mas não obtiveram saldo de gols tão amplo quanto o do Palmeiras (+19).

As comparações não param por aí. Na origem da Libertadores, a fase de grupos oscilava seu número de partidas, mas Botafogo (1963), Santos (1965), Boca Juniors (1965) e Peñarol (1972) também conquistaram 100% de aproveitamento com quatro jogos. Portanto, esta geração palmeirense – a quem o ídolo Ademir da Guia apelidou de Terceira Academia – pode se juntar ao Santos de Pelé e ao Botafogo de Garrincha.

O único senão destes feitos é que o Palmeiras se verá obrigado a quebrar um enorme tabu se quiser levantar seu quarto troféu da Copa Libertadores. Nenhum time que venceu todos os seus jogos da fase de grupos terminou campeão. Embalado no Campeonato Brasileiro, em que passou a ocupar a vice-liderança, o Palmeiras deve utilizar equipe mista novamente no Allianz Parque para se preservar para o clássico com o Santos no torneio nacional. Raphael Veiga não jogou com o Juventude por causa de uma virose e não deve atuar nesta terça. Ainda sem poder contar com Piquerez, que iniciou processo de recuperação no gramado, Abel manterá o lateral-esquerdo Jorge como titular.

“Essa sequência que estou tendo, com cinco jogos e quatro vitórias, é muito importante para mim. Muito bom estar jogando e ganhando. A minha avaliação individual é de que venho evoluindo no dia a dia, venho conversando bastante com a comissão técnica e querendo sempre melhorar no que erro nas partidas para poder acertar nas próximas. Então, é dar continuidade ao trabalho e se manter em alto nível”, analisou o jogador.

O Deportivo Táchira, por sua vez, vem confiante após importante vitória sobre o Mineros de Guayana, pelo Campeonato Venezuelano. Na Libertadores, estão em segundo lugar, com sete pontos e dependem apenas de si para chegar às oitavas de final. O Emelec, terceiro colocado, tem cinco, joga em casa com o lanterna e eliminado Independiente Petrolero e torce por uma vitória alviverde para ter chance de avançar de fase.

Saiba mais:

Quando: 21h30, 24/05 (terça-feira)
Local: Estádio Allianz Parque, Água Branca, São Paulo
Transmissão: SBT e Conmebol TV

Com informações de Marcos Antomil (Agência Estado)

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade