Vitória Moda Show supera expectativas

A semana capixaba de moda, que terminou na última sexta-feira (22), atendeu as expectativas da organização em público e superou as expectativas em vendas. Foi gerado um volume de negócios para a indústria têxtil na ordem de R$ 10 milhões. O valor representa os negócios fechados e os encaminhados.

“O evento foi mais uma vez um grande sucesso. Todos os números estão dentro do esperado. Fechamos muitos contratos, mas muito mais que isso os lojistas conseguiram criar um network muito bom. Há muitas conversas que foram iniciadas aqui e que já estão muito bem encaminhadas. Há marcas que conseguiram agendar 35 visitas de compradores de todo o país até às fábricas. Além de a cada ano o evento melhorar como um todo. Desde os expositores até o que apresentado nos desfiles”, afirmou Lucas Izoton, presidente da Federal da Industria do Espírito Santo (Findes).

Pelo Centro de Convenções de Vitória, local onde ocorreu o evento, passaram cerca de 10 mil pessoas durante os três dias de evento. Além dos cerca de 150 profissionais da imprensa cadastrados, e cinco mil espectadores que assistiram as coleções e propostas para o alto verão 2012 de oito marcas capixabas.

Foram 74 marcas expositoras, sendo 20 de outros estados. Todas apoiadas pelo Sebrae. Nas mesas de rodadas de negócios sentaram 550 empresas com cerca de 1.100 compradores de toda a região Sudeste. Além das 1.000 pessoas que assistiram palestras de profissionais com renome nacional no mundo da moda.

Centro de Moda

No Vitória Moda Show de 2010 foi prometido para o setor do vestuário capixaba um Centro de Moda, que deve ser construído no polo de Santa Inês, em Vila Velha. “Já concluímos a parte documental para transferir a área. Agora estamos reformulando o projeto com os novos dados técnicos. Estamos mudando a arquitetura para que o prédio seja útil por no mínimo 15 anos”, comentou José Carlos Bergamin, vice-presidente da câmara do vestuário da Federação da Industria do Espírito Santo (Findes).

A obra está orçada em R$ 7 milhões, mais R$ 4 milhões em maquinário e valor do terreno que somados giram em torno de R$ 15 milhões de investimento. O terreno do futuro espaço é uma doação do Governo do Estado e o serviço de terraplanagem da prefeitura.

Informações ES Hoje

 

Conteúdo Publicitário

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome