Israel lança 1ª nave espacial para explorar a Lua

A espaço nave israelense foi lançada rumo à Lua. Foto: AP Photo/Terry Renna

Se der tudo certo, Israel será o quarto país a aterrissar na Lua, depois de Estados Unidos, Rússia e China.

A primeira nave espacial israelense foi lançada da base de Cabo Canaveral, Flórida (EUA), em direção à Lua na noite de ontem (21) às 03h45 do horário de Israel (22h45 no horário de Brasília).

A finalidade da missão é medir o campo magnético do satélite: “O principal objetivo científico será medir o campo magnético da Lua. Isso nos ajudará a entender sua origem”, disse Oded Aharonson, do departamento de Ciências da Terra e Planetárias do Instituto Weizmann de Ciência, em entrevista ao “The Jerusalem Post”.

Caso a missão seja bem-sucedida, Israel irá se juntar a um grupo seleto de países que já colocaram uma nave na Lua: Rússia (1966), Estados Unidos (1969) e China (2013). Neste ano, a agência espacial americana (Nasa) comemora os 50 anos de uma missão tripulada ao satélite.

Marco

O lançamento da nave espacial israelense Beresheet representa um marco na história da exploração espacial. É a primeira vez que uma nave construída pela iniciativa privada chegará até a Lua. A iniciativa é da empresa SpaceIL, de Israel, com investimentos milionários liderados pelo bilionário sul-africano e israelense Morris Kahn.

Trata-se da menor nave não-tripulada a ser lançada para a Lua:com altura de um metro e meio e diâmetro de 2 metros, a Beresheet (o nome significa “Gênesis” em hebraico) pesa 585 kg. É ainda uma das mais baratas: custou US$ 100 milhões, contra os bilhões de dólares usualmente gastos em missões governamentais.

A sonda não irá diretamente para a Lua, mas viajará cerca de 6,5 milhões de quilômetros através do espaço, antes de pousar na Lua. Esta, será primeiramente colocada em órbita ao redor da Terra e depois será captada pela gravidade da Lua.

O pouso na Lua está previsto para 11 de abril deste ano.

Missão

Uma vez na lua, a missão do Beresheet durará dois dias. A sonda medirá o campo magnético do local de pouso e enviará dados e fotos à Terra. Os dados serão transmitidos através da agência espacial norte-americana NASA para a estação terrestre israelense Yehud, do SpaceIL.

A nave leva uma cápsula do tempo, contendo a bandeira de Israel, o hino nacional, uma cópia da Bíblia e a história de um sobrevivente do Holocausto.

No final de sua breve missão, está planejado fechar a espaçonave, deixando Beresheet a cobrir a paisagem lunar.

Conteúdo Publicitário