23.3 C
Vitória
sábado, 20 abril, 2024

Hoffmann: “Não temos acordo que impeça o PSB de ter uma candidatura em Vitória”

Em entrevista à ES Brasil, Hoffmann confirmou pré-candidatura em Vitória, rechaçou impossibilidade de candidatura do PSB e discursou sobre polêmica envolvendo PL dos elevadores

Por Robson Maia

O deputado estadual e pré-candidato à Prefeitura de Vitória, Tyago Hoffmann (PSB), foi o entrevistado da última edição da ES Brasil Entrevista. Durante o bate papo, o parlamentar repercutiu o primeiro mandato no Legislativo capixaba, discursou sobre o polêmico Projeto de Lei que impõe o fim da distinção entre elevadores e reafirmou a disputa pela cadeira no Executivo da capital capixaba.

- Continua após a publicidade -

Mais bem votado entre os estreantes que disputaram uma vaga na Assembleia Legislativa no último ano, o ex-secretário de Estado reforçou o compromisso com a população capixaba devido ao “voto de confiança recebido”, conforme destacou. “É uma responsabilidade muito grande. Foram mais de 32 mil votos. […] Fui o mais bem colocado do meu partido, o PSB. […] Tenho dedicado muito da minha vida e da minha energia para a ocupação do cargo”, destacou Hoffmann.

O parlamentar comentou ainda as funções exercidas na Casa do Legislativo. Hoffmann, que preside da Comissão de Finanças, Economia, Orçamento, Fiscalização, Controle e Tomada de Contas da Ales, apontou a responsabilidade do Colegiado, uma vez que todos os projetos em tramitação recebem um parecer do grupo. A ocupação é considerada estratégica, uma vez que definições orçamentárias e encaminhamentos do Executivo estadual também passam pela Comissão.

Ainda na trajetória do Legislativo, Hoffmann comentou sobre o Projeto polêmico que deu origem à Lei que proíbe a distinção entre elevador social e elevador de serviço nos edifícios do Espírito Santo. O parlamentar alega que a medida tem o objetivo de tornar a sociedade mais igualitária e relembrou o episódio de discriminação sofrido pela filha do ex-governador Albuíno Azeredo.a

Hoffmann: "O espírito da Lei é não permitir a segregação de pessoas" - Foto: ES Brasil
Hoffmann: “O espírito da Lei é não permitir a segregação de pessoas” – Foto: ES Brasil

“Eu sei que esse projeto andou gerando debates, mas eu quero destacar pra sociedade o espírito dessa Lei. O espírito da Lei é não permitir a segregação de pessoas. Nós vivemos num lugar onde nós, muitas vezes até involuntariamente, segregamos as pessoas, separamos as pessoas. Então o espírito da Lei é não permitir que o elevador seja utilizado para ser um instrumento de separação das pessoas”, destacou Hoffmann.

“Algumas pessoas falam assim: “Mas então eu vou ter que andar junto com alguém carregando lixo ou com alguém que tem um cachorro, um gato?” Não, os elevadores poderão continuar sendo utilizados e separados para cargas, para quem tá fazendo uma mudança, pra quem tá fazendo reforma, pra quem transporta animal, para banhistas. O condomínio é que indica isso. O que não pode é que uma empregada doméstica não possa andar no mesmo elevador que alguém que é morador ou está visitando o prédio. A filha do ex-governador, Albuíno Azeredo, na época que o pai dela era governador do Estado, foi visitar uma amiga num condomínio na Praia do Canto, e uma senhora, que era moradora do prédio, pediu, por ela ser negra, que ela se dirigisse ao elevador do serviço “, complementou.

Pré-candidato à Prefeitura de Vitória pelo Partido Socialista Brasileiro, Hoffmann destacou o projeto estadual traçado pela legenda para o Espírito Santo, além de avaliar o cenário eleitoral para 2024.

“Estou colocando meu nome como pré-candidato à Prefeitura de Vitória. Pretendo sim disputar as eleições no ano que vem. Primeiro que estou atendendo um pedido do partido, o PSB, porque quando a gente faz parte de um projeto político não é só a nossa vontade própria. Desde o fim das eleições do ano passado, quando eu me elegi deputado estadual e reelegemos o nosso governador Renato Casagrande, o partido discute ter uma candidatura própria”, afirmou Hoffmann.

Pelo cenário político desenhado justamente no último pleito, a decisão do PSB de lançar um candidato em Vitória vai na contramão de uma possível retribuição de apoio dado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) à reeleição de Casagrande (PSB). Especulava-se um possível apoio da legenda de Hoffmann à candidatura de João Coser (PT) na capital capixaba.

Hoffmann frisou a boa relação com o colega de Legislativo e possível adversário nas eleições, reiterou a gratidão do PSB ao PT pelo apoio nas eleições estaduais do último ano e negou que a candidatura própria da legenda implique no rompimento da aliança entre os partidos. No entanto, afirmou que o

“De forma alguma [significa um rompimento]. Nós temos total respeito ao Partido dos Trabalhadores e tenho total respeito também ao amigo João Coser. Tenho respeito à pré-candidatura do João, mas nós não temos nenhum acordo que impeça o PSB de ter uma candidatura, isso não existe”, disse o parlamentar.

Confira a entrevista completa.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA