28.9 C
Vitória
segunda-feira, 24 junho, 2024

ES tem maior saldo de empregos do Sudeste para negócios de pequeno porte

Dados do Caged de junho apontam 3.113 novos postos de trabalho criados nas micro e pequenas empresas do Estado

Por Anderson Neto

Um levantamento feito com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que as micro e pequenas empresas são responsáveis por 70% dos empregos no País. Os números indicam que foram quase 710 mil novas vagas de trabalho criadas por negócios de pequeno porte. O Espírito Santo liderou os estados do Sudeste brasileiro no saldo de empregos de micro e pequenas empresas do mês de junho.

- Continua após a publicidade -

O indicador é apurado pelo Ministério da Economia com o objetivo de registrar, mês a mês, as contratações e desligamentos no Brasil, com recortes por região e por estado. O saldo é a diferença entre as contratações e demissões e, se positivo, significa que o número de postos de trabalho abertos foi superior.

Sudeste

Os dados compilados pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae-ES) mostram que, no Espírito Santo, esse número foi de 3.113 em junho. A cada mil empregados, esse saldo equivale a 7,75. Mesmo que outros estados tenham tido números maiores, o Espírito Santo obteve mais empregos gerados proporcionalmente na região, considerando os pequenos negócios.

Saldo de empregos de acordo com a Classificação Nacional das Atividades Econômicas (CNAE):

Espírito Santo7,75
Minas Gerais6,55
Rio de Janeiro6,29
São Paulo4,46
*A cada mil empregados

Logo atrás estão Minas Gerais, com saldo proporcional de 6,55; Rio de Janeiro, com 6,29; e São Paulo, com 4,46. O superintendente do Sebrae-ES, Pedro Rigo, destacou as áreas mais aquecidas no mercado de trabalho no Estado.

“O setor de serviços abriu mais postos de trabalho, com 1.212 empregos gerados nas micro e pequenas empresas. O comércio criou 730 postos de trabalho, e a construção civil foi a terceira que mais contratou, com saldo de 758”, explicou. “Lembrando que estamos falando das micro e pequenas empresas, que lideraram as contratações”, ressaltou Pedro Rigo.

O Caged também fez o levantamento do saldo de empregos de acordo com a Classificação Nacional das Atividades Econômicas (CNAE). A líder de contratações entre empresas de pequeno porte foi a construção de edifícios, com 214 novos postos de trabalho.

“Se observarmos o saldo de empregos de todo o ano de 2023 no estado, considerando o período de janeiro a junho, confirma-se a supremacia da construção civil como setor que mais cria vagas para pequenas e médias empresas: foram 1.233 novos cargos”, analisou o superintendente.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA