23.8 C
Vitória
sexta-feira, 3 dezembro, 2021

ES registra até 15,8% de queda no número de homicídios em outubro

Em outubro, 90 casos foram registrados e segundo a Sesp, este é o segundo menor número de homicídios já registrados em um mês de outubro ao longo de 25 anos

Por Munik Vieira

Ao todo, noventa assassinatos foram registrados em outubro deste ano no Espírito Santo, sendo 42 casos na Região Metropolitana da Grande Vitória, e os outros 48 nas demais regiões do estado. É o segundo menor número de homicídios já registrado em um mês de outubro ao longo de 25 anos.

No acumulado de janeiro a outubro, a Região Metropolitana registrou uma redução de 15,8% no número de assassinatos, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Foram 442 mortes em 2021, contra 525, em 2020.

Além disso, em outubro todos os municípios desta região apresentaram queda de homicídios, sendo 4% a menos em Vitória, 15% de redução em Vila Velha, 15% na Serra, 23% em Cariacica, 6% em Viana e 14% em Guarapari.

Inclusive, a Região Serrana, que no começo do ano, chegou a apresentar alta de 33% nos quatro primeiros meses, terminou o mês de outubro com dois registros a menos, o que representa uma queda de 4% nos indicadores. Isso reverteu o quadro ruim que se instaurou de janeiro a abril na região.

Fonte: Sesp/ES

Os dados são da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp). Segundo o órgão, em todo o Estado ocorreram 908 assassinatos entre janeiro e outubro de 2021. O número é o mesmo em comparação com ano anterior.

Já as regiões Norte, Sul e Noroeste apresentaram, em outubro deste ano, alta de 12,4%, 15,4% e 37%, respectivamente. O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, coordenador do eixo policial do programa Estado Presente em Defesa da Vida, falou sobre o resultado.

“Nossa análise mostra que tivemos sete dias sem homicídios no Espírito Santo no mês de outubro, além de 34% desses 90 homicídios registrados terem sido crimes de proximidade, como feminicídios, brigas familiares, entre outros. Um fato que podemos citar, por exemplo, é a chacina de Vila Velha, que foi um crime premeditado e insano, que a ação policial jamais poderia impedir, por um motivo banal. Além dele, temos o caso do adolescente de 16 anos que matou duas crianças em São Gabriel da Palha. Todos os dois casos já elucidados com os autores presos”, destacou Ramalho.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade