25.5 C
Vitória
quarta-feira, 17 DE julho DE 2024

ES reduz desmatamento ilegal em 32,7% em 2023

Dados estão disponíveis no relatório Atlas da Mata Atlântica, lançado no último dia 19

Por Otávio Gomes*

O Espírito Santo reduziu em 32,7% o desmatamento ilegal da mata nativa do Estado em 2023 ante 2022. Dados são da 19ª edição do Atlas da Mata Atlântica, relatório elaborado pela ONG SOS Mata Atlântica em conjunto com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), divulgado no dia 19 deste mês.

- Continua após a publicidade -

Segundo Leonardo Monteiro, diretor-geral do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), órgão responsável pela defesa do bioma (Mata Atlântica) no Estado, a queda no número de desmatamento ilegal é resultado da melhoria da infraestrutura de monitoramento nos últimos 2 anos. Para as ações de fiscalização, o instituto tem a disposição 65 drones, sistemas com imagens de satélites das matas e veículos automotivos apropriados para chegar em lugares remotos.

“Ações como essas são eficazes para coibir o desmatamento, pois o infrator agora sabe que mesmo se desmatar ilegalmente em áreas de difícil acesso, será identificado rapidamente. Quem comete crime ambiental no Espírito Santo é penalizado na esfera administrativa com o pagamento de multas, embargo da área e obrigação de recuperar o dano ambiental. É compromisso do Idaf fazer valer o seu preceito constitucional de defesa da Mata Atlântica capixaba”, explica Monteiro.

Cooperação de órgãos públicos

No ano passado, o Idaf também participou de operações conjuntas com o Batalhão da Polícia Militar Ambiental (BPMA), o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), o Ministério Público do Espírito Santo (MPES) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Os agentes tiveram o apoio de uma aeronave do Núcleo de Operações e Transportes Aéreos da Casa Militar do Espírito Santo (Notaer) para a identificação de possíveis novas áreas de crimes ambientais nos municípios da região Serrana e Centro-Serrana do ES.

*Sob supervisão de Erik Oakes

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA