20.9 C
Vitória
quarta-feira, 12 junho, 2024

Erro de arbitragem marca vitória dos Knicks sobre os Pistons

Jogando em casa, os Knicks venceram o pior time do campeonato pelo apertado placar de 113 a 111 após uma jogada controversa

A enxuta rodada da NBA, na noite desta segunda-feira, contou com apenas quatro jogos. Mas foi o suficiente para abastecer qualquer mesa redonda polêmica em razão do tumultuado fim da partida entre Detroit Pistons e New York Knicks. Jogando em casa, os Knicks venceram o pior time do campeonato pelo apertado placar de 113 a 111 após uma jogada controversa nos segundos finais do confronto disputado no Madison Square Garden.

A cesta da vitória foi obtida após uma insana troca de posses de bola no ataque dos Knicks. O momento intenso e decisivo contou com uma falta dos anfitriões na última roubada de bola. A arbitragem, contudo, não assinalou a infração. O jogo seguiu e os Knicks anotaram a decisiva cesta de dois pontos, confirmando a vitória.

- Continua após a publicidade -

Na beira da quadra, o experiente técnico dos Pistons, Monty Williams, ficou boquiaberto diante do erro flagrante de marcação. Sua irritação só aumentou na entrevista coletiva pós-jogo depois que a arbitragem admitiu o erro. “É uma abominação. Você não pode deixar de isso acontecer em um jogo da NBA. E estou cansado de falar sobre isso. Nossos jogadores me perguntam: ‘O que mais podemos fazer, treinador?'”, questionou o técnico.

“Já chega. Fizemos tudo da maneira certa. Entramos em contato com a liga. Enviamos vídeos. Estamos cansados. Tivemos a chance de vencer a partido. Eles correram em direção às pernas de Ausar (Thompson) e eles não marcaram nada”, desabafou Williams, antes de afirmar que a arbitragem do jogo foi “a pior da temporada”.

Em comunicado, a arbitragem confirmou o erro por não ter marcado a falta sobre Thompson. “Na análise pós-jogo, determinamos que Thompson atinge o bola primeiro e depois ele é privado da oportunidade de ganhar a posse. Portanto, uma falta deveria ter sido marcada”, afirmaram os árbitros.

Até o lance polêmica, os Pistons venciam por 111 a 110. A vitória seria importante porque a equipe de Detroit faz campanha desastrosa na temporada regular, com o pior rendimento entre as duas Conferências: são apenas oito vitórias e 49 derrotas. O time chegou a igualar o recorde de derrotas consecutivas na história da NBA.

Em quadra, o cestinha da partida foi Jalen Brunson, autor de um “double-double” de 35 pontos e 12 assistências. Do lado dos Pistons, o destaque foi Cade Cunningham, com 32 pontos e oito assistências. Os Knicks estão em quarto lugar na Conferência Leste, com 35 vitórias e 23 derrotas.

Em outro bom jogo da noite, o Miami Heat faturou sua quarta vitória consecutiva ao superar o Sacramento Kings por 121 a 110, fora de casa. O triunfo teve peso maior porque os visitantes estavam com desfalques importantes, como Jimmy Butler, Nikola Jovic e Thomas Bryant, além dos lesionados Tyler Herro e Terry Rozier.

Bam Adebayo assumiu o comando do time e terminou a partida com dois dígitos em dois fundamentos diferentes: 28 pontos e 10 rebotes, além de sete assistências. Pelos Kings, o destaque foi Domantas Sabonis, com mais um “triple-double” na temporada: 14 pontos, 14 rebotes e 10 assistências.

O Heat ocupa a sexta posição da Conferência Leste, com 32 triunfos e 25 derrotas. Os Kings figuram em sétimo na tabela da Conferência Oeste, com 33 triunfos e 24 revezes. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA