21 C
Vitória
sexta-feira, 19 abril, 2024

R$ 19,2 milhões para pesquisas científicas no Espírito Santo

As pesquisas científicas no Espírito Santo serão impulsionadas por três editais lançados em dezembro

Por Amanda Amaral

O Governo do Estado investiu R$ 19,2 milhões no fomento à pesquisa científica, tecnológica e de inovação no Espírito Santo e lançou três editais na última semana de 2022. São eles: 28/2022 – Universal; 29/2022 – Estágio Técnico-Científico; e 30/2022 – Visita Técnico-Científica.

- Continua após a publicidade -

No caso do Edital 28/2022 – Universal o prazo de submissão termina no dia 27 de fevereiro. Já no caso do Edital 29/2022 – Estágio Técnico Científico e do Edital 30/2022 – Visita Técnico-Científica o prazo de submissão é até 02 de fevereiro. Para todos os três editais, as inscrições devem ser realizadas na plataforma SigFapes. 

Universal

Com o objetivo de apoiar a melhoria da infraestrutura de pesquisa nas instituições de Ensino Superior e de Pesquisa localizadas no Espírito Santo, a Fapes lançou o Edital Universal 2023. São disponibilizados R$ 18 milhões para financiar pesquisas científica, tecnológica ou de inovação, coordenadas por pesquisadores mestres ou doutores, nas diferentes áreas de conhecimento.

Todo o recurso disponibilizado para o edital é proveniente do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Funcitec). Também com o foco de estimular a interiorização da pesquisa no Estado, a Fapes destina 30% dos recursos financeiros prioritariamente a projetos coordenados por pesquisadores vinculados a instituições localizadas fora da Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV).

As propostas podem ser de qualquer área do conhecimento definidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq): Ciências Exatas e da Terra; Ciências Biológicas; Engenharias; Ciências da Saúde; Ciências Agrárias; Ciências Sociais Aplicadas; Ciências Humanas; e Linguística, Letras e Artes.

Demais editais 

Pesquisadores e estudantes de Mestrado ou Doutorado, vinculados a instituições capixabas, receberão auxílio financeiro para realizar visitas ou estágios técnico-científicos em laboratórios ou centros de pesquisa e desenvolvimento localizados no País ou no exterior, por meio das chamadas públicas da Fapes.

A Fundação lançou para 2023 editais separados, visando a ofertar o auxílio financeiro. Ambos, terão duas chamadas para submissão de propostas e investem R$ 1,2 milhão, sendo destinado R$ 700 mil para apoio a estágios técnico-científicos e R$ 500 mil para auxiliar em visitas técnico-científicas. O recurso é proveniente do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Funcitec).

CT&I Capixaba

pesquisas científicas no espírito santo
Foram realizados muitos investidos no ano de 2022, segundo a diretora-presidente da Fapes, Cristina Engel. Foto: Ales/Lucas S. Costa

“2022 foi um ano de muitos investimentos e muitas realizações para as áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). Nós fechamos 2022 com um forte investimento, de R$ 18 milhões, em um dos editais que é muito querido pelos pesquisadores, o Universal. Isso porque qualquer área de estudo pode submeter propostas. Somando esse recurso do Universal com os outros dois editais que lançamos, esse investimento chega a quase R$ 20 milhões disponibilizados para o fomento ao ecossistema de CT&I capixaba”, afirmou a diretora-presidente da Fapes, Cristina Engel.

Ela destacou também o impacto das chamas públicas 29 e 30, lançadas pela Fundação. “Esses editais de auxílio aos estágios e às visitas são uma demonstração da preocupação e do reconhecimento que o Governo do Estado tem nesse intercâmbio de informações. Não adianta ficarmos fechados só na gente. É necessário que os nossos pesquisadores também possam conhecer outras realidades e trazer esse conhecimento adquirido para o Espírito Santo”, disse Cristina Engel.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA