25.5 C
Vitória
sábado, 18 maio, 2024

Ed Sheeran nega que tenha plagiado canção de Marvin Gaye

A acusação alega que o hit “Thinking Out Loud” tinha semelhanças notáveis e elementos comuns evidentes com a famosa canção de Gaye

Ed Sheeran testemunhou em um tribunal de Nova York, onde negou as acusações de que seu hit Thinking Out Loud plagiou a clássica canção soul de Marvin Gaye (1939-1984) Let’s Get It On.

Sheeran, 32, foi intimado a testemunhar na terça-feira (25) em uma ação civil movida pelo espólio de Ed Townsend, que coescreveu a clássica canção soul de 1973 com Gaye. A família de Townsend acusou a estrela inglesa de violar seus direitos autorais, alegando que seu hit de 2014 tinha “semelhanças notáveis” e “elementos comuns evidentes” com a famosa canção de Gaye.

- Continua após a publicidade -

Sheeran, de terno escuro e gravata, insistiu que ele mesmo havia inventado sua música. Seu testemunho às vezes foi contencioso, como ele argumentou durante o interrogatório com a advogada do queixoso, Keisha Rice. Respondendo ao vídeo reproduzido no tribunal mostrando o músico misturando as duas músicas no palco, Sheeran disse que era “bastante simples unir as duas músicas” que estão no mesmo tom.

“Eu seria um idiota em subir no palco na frente de 20 mil pessoas e fazer isso”, disse Sheeran sobre a acusação de que ele copiou a música.

No início do dia, um advogado do espólio de Townsend, Ben Crump, disse ao júri que a fusão das duas canções equivalia a “uma confissão”. “Temos uma arma fumegante”, disse ele sobre as filmagens do show mostrando Sheeran alternando entre as duas músicas. Crump disse que o caso é sobre “dar crédito onde o crédito é devido”.

A advogada do cantor, Ilene Farkas, insistia que Sheeran e uma coescritora, Amy Wadge, escreveram sua música de forma independente e não plagiaram o material de Townsend e Gaye. Ela disse que eles “criaram essa música sincera sem copiar Let’s Get It On”.

A progressão de acordes e conjuntos de notas na música de Sheeran são usados “com frequência e não apareceram pela primeira vez em Let’s Get It On”, disse sua advogada.

Let’s Get It On foi ouvida em inúmeros filmes e comerciais e tocada milhões de vezes desde que foi lançada em 1973. Thinking Out Loud ganhou o Grammy de música do ano em 2016. O processo foi aberto em 2017. O julgamento deve durar até duas semanas. Townsend, que também escreveu o hit de 1958 For Your Love, era cantor, compositor e advogado. Ele morreu em 2003.

Kathryn Townsend Griffin, sua filha, é a demandante. “Acho que o Sr. Sheeran é um grande artista com um grande futuro”, disse ela em seu depoimento, acrescentando que não queria chegar a esse ponto no caso. “Mas eu tenho que proteger o legado do meu pai”, finalizou.

Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

FIQUE POR DENTRO

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -