Mais um instrumento de combate à violência contra mulher no ES

Inauguração da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Viana
A delegacia terá experiente de segunda a sexta-feira (Foto - Ademir Ribeiro/Divulgação)

Nova delegacia está localizada no Centro do Viana

O município de Viana conta agora com uma Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam). A nova unidade, localizada a Rua Frederico Ozanan, 62, Centro, foi inaugurada nesta terça-feira (5) com a presenta da governadora em exercício, Jaqueline Moraes. O horário de funcionamento é das 8h às 18h, de segunda-feira a sexta-feira. Fora do horário de expediente, o atendimento será no Plantão Especializado da Mulher (PEM), em Vitória, que concentra todas as ocorrências da Região Metropolitana.

A delegacia tem uma área total construída de 92 m², contando com uma sala de investigação, um gabinete com banheiro, uma recepção, uma sala kids, dois cartórios, um banheiro para o público, acessível e unissex, uma sala de apoio, uma sala de reunião e uma sala para atendimento psicossocial. A delegada Ana Karolina Marques Costa Sousa é a titular responsável.

A governadora em exercício afirmou que o Espírito Santo não será mais um estado reconhecido pelos altos índices de violência contra a mulher. Segundo ela, as Delegacias da Mulher são um marco importante para a política de enfrentamento à violência contra as mulheres.

A governadora em exercício, Jaqueline Moraes, destacou a queda na estatística da violência contra a mulher que o Estado teve neste ano de 2019 (Foto – Ademir Ribeiro/Divulgação)

“As mulheres hoje falam sobre a violência, reconhecem outras formas de violência além da física e revelam para a sociedade machista que isto não só ocorre no espaço doméstico e familiar, mas que acompanham as mulheres em todos os espaços de suas vidas. Portanto, uma delegacia bem equipada, humanizada como esta faz com que as vítimas se sintam mais acolhidas em um momento tão difícil”, afirmou Jaqueline Moraes.

Jaqueline lembrou ainda que as políticas públicas adotadas pela atual administração já influenciam nos índices de criminalidade, reduzindo o índice de crimes contra a mulher. Em 2019, o Espírito Santo caiu do segundo para o quinto lugar, no entanto, a governadora afirmou que “ainda não temos nada a comemorar”. Segundo ela, “é mesmo para entendermos que estamos no caminho certo da paz e da integração social”.

Leia também
Conteúdo Publicitário