24.4 C
Vitória
quarta-feira, 29 maio, 2024

Copa do Mundo de Tiro com Arco: Marcus D’Almeida leva ouro

Marcus D’Almeida venceu de virada a final da Copa do Mundo de Tiro com Arco

Por Redação ES Brasil

O brasileiro Marcus D’Almeida, número seis no ranking mundial, conquistou no domingo, 26 de junho de 2022, pela primeira vez na carreira, a medalha de ouro em uma etapa da Copa do Mundo de Tiro com Arco. O carioca, de 24 anos, venceu de virada, por 6 a 5, o sul-coreano Kim Je Deok, duas vezes ouro na Olimpíada de Tóquio (Japão) no ano passado.Copa do Mundo de Tiro com Arco: Marcus D'Almeida leva ouro“Eu me sinto ótimo”, disse o atleta visivelmente emocionado em depoimento à Federação Mundial de Tiro com Arco (World Archery). “Na Coréia, foi apenas um tiroteio que me manteve fora das finais. Ajustamos nossa mira nas últimas quatro semanas de trabalho”. “Este é o meu momento. Estou muito orgulhoso de onde estou”, completou D’Almeida.

- Continua após a publicidade -

Antes de chegar à disputa do ouro em Paris, o carioca foi somando vitórias sobre outros campeões olímpicos. D’Almeida superou nas quartas o turco Mete Gazoz, ouro nos Jogos de Tóquio por 6 a 4. Depois, repetiu o placar ao ganhar do sul-coreano Oh Ji Hyek – ouro em 2012 na Olímpíada de Londres – nas semifinais, também por 6 a 4.

Clubes como o Vasco da Gama, por exemplo, citou um tweet do Time Brasil sobre a vitória de Marcus D’Almeida, veja: 

A Copa do Mundo prossegue em outubro, com a a etapa de Tlaxcala (México). Expoente brasileiro na modalidade, D’Almeida já havia conquistado prata inédita para o país, na etapa de Yankton (Estados Unidos) no ano passado.

Na ocasião, o brasileiro perdeu a final para o sul-coreano Kim Woojin 7 a 3. Nos Jogos de Tóquio, D’Almeida finalizou na nona posição.

Com informações de Agência Brasil

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA