25.5 C
Vitória
quarta-feira, 29 maio, 2024

Carnaval: ES teve redução de 42% nos registros de acidentes

PRF informou que, além dos registros de acidentes, o número de mortes e feridos também teve queda durante os seis dias de operação

Por Kebim Tamanini

Após o término do Carnaval, dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF-ES) revelaram uma redução significativa no índice de acidentes nas rodovias federais do Espírito Santo este ano. Segundo os registros da PRF-ES, foram contabilizadas 28 ocorrências durante o período carnavalesco, em comparação com 48 casos no mesmo período do ano anterior, representando uma diminuição de 42%.

- Continua após a publicidade -

A Operação Carnaval teve início à zero hora de sexta-feira, dia 09 de fevereiro, e encerrou-se às 23 horas e 59 minutos desta quarta-feira de Cinzas, dia 14. Durante esse período, houve uma redução significativa tanto no número de feridos quanto na quantidade de mortos, registrando uma queda de 53% e 75%, respectivamente, em comparação com o Carnaval de 2023.

WordPress Tables Plugin

A PRF-ES destacou que o período do Carnaval é um dos momentos mais desafiadores no Brasil em termos de segurança viária e que atuou intensivamente na fiscalização de velocidade, ultrapassagens proibidas e na prevenção da combinação de álcool e direção. Ao longo dos cerca de mil quilômetros de malha federal no estado, foram registrados 28 acidentes, dos quais 12 foram considerados graves. Um total de 29 pessoas ficaram feridas e uma perdeu a vida.

O acidente fatal, um atropelamento de pedestre, ocorreu na BR-101, km 132, em Linhares, por volta das 21h30 do domingo, dia 12 de fevereiro. Diante desses números, a PRF-ES reiterou a importância da conscientização dos motoristas para a segurança no trânsito e ressaltou o compromisso contínuo das autoridades em garantir a segurança e a fluidez do tráfego nas rodovias federais do Espírito Santo.

Outras irregularidades

De acordo com os registros mais recentes, foram contabilizadas 7.043 infrações por excesso de velocidade, um número alarmante que evidencia a imprudência nas vias. Além disso, ultrapassagens proibidas também foram uma ocorrência frequente, totalizando 527 casos.

Outras infrações destacadas incluem veículos em mau estado de conservação ou com defeitos nos sistemas de iluminação (220), condutores que deixaram de usar o cinto de segurança (170) e a circulação de veículos que não estão devidamente licenciados (109).

A falta de habilitação adequada também foi um problema significativo, com 67 casos de condutores dirigindo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Permissão para Dirigir (PPD) ou Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC). Além disso, 32 condutores foram flagrados dirigindo com a CNH ou PPD vencida há mais de 30 dias, enquanto 25 foram pegos dirigindo sob efeito de álcool, colocando em risco não apenas suas próprias vidas, mas também as de todos ao seu redor.

Confira dados da operação executada durante os seis dias de Carnaval.

WordPress Tables Plugin

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA