25.9 C
Vitória
segunda-feira, 17 junho, 2024

Bolsonaro fica entre chefes de Estado na posse de Milei

O ex-mandatário brasileiro ficou ao lado do primeiro-ministro da Hungria e dos presidentes do Equador e do Uruguai

A presença do ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro chamou a atenção na posse de Javier Milei neste domingo. Embora não tenha mais cargo de chefe de Estado, o brasileiro se sentou ao lado de líderes em exercício da América Latina e da Europa, enquanto Milei fazia seu primeiro discurso. O ex-presidente foi ainda presença constante na TV argentina durante todo o fim de semana.

Participaram da posse chefes de Estado e de governo de oito países: Paraguai, Uruguai, Chile, Equador, Armênia, Hungria, Espanha e Ucrânia – mais do que os três (Cuba, Uruguai e Paraguai) presentes na posse do antecessor Alberto Fernández, em 2019.

- Continua após a publicidade -

A maioria dos países preferiu enviar representantes, caso de Luiz Inácio Lula da Silva e do americano Joe Biden. Lula enviou o chanceler Mauro Vieira em seu lugar – nesse caso, ele não recebe tratamento de chefe de Estado, mas de delegação estrangeira.

Outras ausências sentidas foram do presidente da Colômbia, Gustavo Petro, e da Bolívia, Luis Arce. Os líderes se sentaram ao lado do novo presidente nas escadarias do Congresso, onde o libertário fez seu primeiro discurso como presidente.

Bolsonaro ficou entre outros chefes de Estado, ao lado de Viktor Orbán, primeiro-ministro da Hungria, de Daniel Noboa, presidente recém-eleito do Equador, Luis Lacalle Pou, presidente do Uruguai, e Santiago Peña, presidente do Paraguai. No entanto, ele não pôde tirar a foto oficial com o novo presidente, uma cerimônia reservada apenas aos chefes de Estado.

Na mesma escadaria, do lado direito de Milei estavam o presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, em sua primeira visita à América Latina.

O ucraniano deu um longo abraço no novo presidente argentino e os dois conversaram antes do discurso.

Além de Zelenski, estavam do lado direito de Milei o presidente da Armênia, Vahagn Khachaturyan, o presidente do Chile, Gabriel Boric, e o rei da Espanha, Felipe VI.

“Comitiva”

Bolsonaro se reuniu com Milei na sexta-feira, logo depois de haver caminhado pela famosa Rua Florida, muito frequentada por turistas brasileiros.

Além de Bolsonaro, foram para Buenos Aires seus filhos Flávio e Eduardo, seu ex-chanceler Ernesto Araújo, o presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, entre outros.

Entre os apoiadores de Milei, a presença de Bolsonaro foi celebrada, bem como entre ex-integrantes do governo. “Acho que vai ser muito importante essa convergência (entre Bolsonaro e Milei)”, disse o ex-chanceler brasileiro ao Estadão. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA