24.9 C
Vitória
terça-feira, 25 junho, 2024

Balança comercial ultrapassa US$ 80 bi no acumulado do ano

Os números de 2023 indicam o maior saldo comercial da série histórica, já ultrapassando o valor de anos fechados

A balança comercial segue registrando resultados recordes neste ano. De acordo com o diretor de Estatísticas e Estudos de Comércio Exterior do Ministério de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Herlon Brandão, em outubro, o Brasil alcançou os maiores valores de exportação e de superávit comercial para esse mês na série histórica – US$ 29,5 bilhões e US$ 8,959 bilhões, respectivamente.

A balança também apresentou recorde de exportação no acumulado dos dez primeiros meses do ano, com US$ 282,5 bilhões. Os números levam ao maior saldo comercial da série histórica, que já acumula US$ 80,2 bilhões nesse ano, ultrapassando inclusive o valor de anos fechados.

- Continua após a publicidade -

“Ultrapassamos US$ 80 bilhões em saldo comercial. O Brasil nunca teve saldo comercial dessa monta”, destacou Brandão em coletiva de imprensa sobre os dados de outubro.

Sobre a performance do mês, o técnico ressaltou o crescimento no volume das exportações, com alta de 13,7%. Segundo Brandão, a queda de 0,7% registrada na média diária das vendas em outubro se deu em razão da quantidade maior de dias úteis no mês em relação ao mesmo período do ano passado.

O diretor de Estatísticas e Estudos de Comércio Exterior do MDIC ainda pontuou o peso exercido pelo minério de ferro nas exportações de outubro, cujo valor cresceu 36%, puxado pelo aumento de volume (14,6%), mas principalmente de preço, que avançou 18,6%.

O dado ajudou também nas vendas para a China, grande comprador de minério de ferro brasileiro. No geral, as vendas para o país asiático cresceram 22,4% no mês. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA