24.9 C
Vitória
domingo, 14 abril, 2024

Ativistas invadem quadras e atrapalham jogos em Wimbledon

Os manifestantes jogaram papel picado, peças de quebra-cabeças e confetes sobre a grama

O terceiro dia de Wimbledon não foi movimentado apenas por causa da programação sobrecarregada, em razão dos jogos adiados de terça-feira, devido à chuva. Esta quarta-feira contou com duas invasões de quadra por ativistas do mesmo movimento, atrapalhando duas partidas em andamento na quadra 18.

Os três manifestantes foram detidos pela polícia. Trata-se de dois homens e uma mulher, todos com mais de 60 anos de idade. Eles pertencem ao grupo ambientalista “Just Stop Oil”, que atua no Reino Unido e faz pressão sobre o governo britânico para interromper o licenciamento e a produção de novos combustíveis fósseis.

- Continua após a publicidade -

As duas invasões tiveram roteiro semelhante. Na primeira, um homem e uma mulher interromperam a partida entre o búlgaro Grigor Dimitrov, ex-número três do mundo, e o japonês Sho Shimabukuro. Os manifestantes jogaram papel picado, peças de quebra-cabeças e confetes sobre a grama.

Um deles tirou o casaco e exibiu uma mensagem em sua camiseta, sentado sobre o centro da quadra. Ambos foram retirados da quadra pelos seguranças, sem oferecer resistência. Poucas horas depois, a situação se repetiu com outro homem, do mesmo grupo, na mesma quadra, interrompendo a partida entre a local Katie Boulter e a australiana Daria Saville.

Na segunda invasão, o homem fugiu dos seguranças e acabou sendo arrastado para fora de quadra. As duas tenistas acabaram ajudando os funcionários de Wimbledon a recolher o papel picado sobre a grama. Os manifestantes não chegaram a se aproximar dos tenistas em quadra e não ofereceram ameaça à integridade dos envolvidos no torneio.

A secretária do Interior do Reino Unido, Suella Braverman, criticou os protestos. “Os manifestantes em Wimbledon estavam determinados a arruinar o jogo do dia para os espectadores e fãs de esportes em todo o mundo. Isso é inaceitável. Seremos intransigentemente duros com os manifestantes egoístas que pretendem estragar nossos eventos esportivos de classe mundial neste verão”, declarou, em comunicado.

O grupo “Just Stop Oil” já havia invadido outros eventos esportivos neste ano, em competições de críquete e rúgbi, no Reino Unido. Recentemente, Braverman liderou reunião com lideranças esportivas do país justamente para tentar coibir novas ações do tipo no país. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA