Sicoob-ES destaca crescimento econômico em 2018

Foto: Renato Cabrini / Next Editorial

A cooperativa cresceu no último ano, passando para 227 mil pessoas físicas e 56 mil empresários

O Sicoob-ES apresentou o resultado de 2018 e os projetos da instituição para o próximo ano durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (20), no auditório da cooperativa, em Santa Lúcia, Vitória.

Fundada em 1989, a instituição chega aos 30 anos de fundação, contemplando os cooperados com resultados ainda mais positivos e enfatizando um esforço coletivo, segundo o presidente do Sicoob-ES, Bento Venturim.

Para o diretor-executivo da cooperativa de crédito, Nailson Dalla Bernardina, “o trabalho com foco em oferecer condições financeiras melhores do que as do mercado tradicional e no desenvolvimento dos cooperados é um fator importante para a conquista de bons números do ano após ano”.

Atualmente, o Sicoob-ES conta com 227 mil associados (pessoa física), registrando um aumento de 18,8%, e 56 mil empresas vinculadas à cooperativa de crédito, representando um crescimento de 26,3%. Além disso, a poupança registrou uma elevação de R$ 169,1 milhões, encerrando o exercício em R$ 743,5 milhões.

Serviços

O Sicoob-ES investe em eficiência e se mantém entre as instituições financeiras mais importantes do Espírito Santo. Com isso, dentro do Índice de Eficiência Padrão registra 36,8%, ou seja, a cada R$ 100,00 a instituição gasta R$ 36,80 com custos administrativos.

O patrimônio líquido também registrou avanço de 17,8% passando de R$ 1,4 bilhão para r$ 1,6 bilhão. E os consórcios e seguros tiveram um aumento de 23,2% em comparação a 2017. Esse valor chega a R$ 146,9 milhões.

O diretor-executivo Nailson Dalla Bernardina afirmou que cerca de 88% das transações são feitas por meio de plataformas online. – Foto: Divulgação / Sicoob-es

De acordo com Nailson Dalla Bernardina, cerca de 88% das transações são feitas por meio de plataformas online e apenas 12% são feitas nos pontos de atendimento. “Isso representa que o cooperado se torna independente no atendimento, mas ter um ponto físico ainda é de grande importância para ele”, destacou.

Ele pontuou que o custo reduzido para as operações de crédito também contribuiu para o crescimento no volume de liberação. “O suporte de liberação de crédito proporciona a realização de sonhos pelos associados, como o financiamento de imóveis e de veículos”, disse o diretor-executivo.

Novas agências

A cooperativa de crédito conta com 125 pontos de atendimento, sendo 107 agências localizadas no Espírito Santo e 18 no Rio de Janeiro. Entretanto, a estimativa é de que neste ano sejam abertas 17 novos pontos de atendimento. Serão nove no Espírito Santo e o mesmo número no Rio de Janeiro.

Aqui, já foram inauguradas as agências da Avenida Vitória, na capital, no início de janeiro, e na Praia da Costa, em Vila Velha, no dia 08 de fevereiro.

Também estão previstas novas agências em Serra, Linhares, Vila Velha, Vitória e Mantenópolis, no Espírito Santo. Já no Rio de Janeiro, as novas agências devem ser abertas em Macaé, Maricá, São Pedro da Aldeia, Saquarema, Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis.

Bento Venturim afirmou que a expansão no número de agências “proporciona o crescimento do cooperativismo financeiro como opção sustentável e econômica para a gestão das finanças. Assim, mais pessoas terão acesso à inclusão financeira que gera desenvolvimento”, ponderou.

Capacitação

Uma das vertentes de investimento do Sicoob-ES é a equipe. Em 2018, a instituição financeira elevou em 8% o número de colaboradores, gerando 1.397 empregos fixos. Além disso, a cooperativa possui 281 colaboradores terceirizados e 154 estagiários, totalizando 1.832 empregos.

A superintendente da instituição, Sandra Kwak, avaliou o resultado como positivo. Segundo ela, em 2018, foram investidos R$ 3,05 milhões, ou seja, uma média de R$ 2 mil por funcionário, seja com cursos, treinamentos, simulações, e outros.

A superintendente da instituição, Sandra Kwak, destacou que a instituição investe na capacitação dos colaboradores. – Foto: Renato Cabrini / Next Editorial

“O Sicoob busca investir no colaborador, pois sem ele não é possível seguir adiante. A ampliação do quadro de colaboradores aprimora ainda mais o serviço do Sicoob e permite a atuação em novas frentes de trabalho, mantendo a proximidade com os associados, que é uma característica do cooperativismo”, destacou Sandra.

O vice-presidente da instituição, Arno Kerckhoff, reforçou que a equipe é muito unida. “Quando a agência de Laginha, em Pancas, foi explodida os colaboradores a organizaram e no outro dia voltou a funcionar. Em Castelo foi a mesma coisa. Houve uma enchente um dia antes do Natal e a agência foi inundada pela água. Os colaboradores arrumaram e limparam a agência por conta própria para não prejudicar o atendimento aos associados no dia 26 de dezembro. Isso nos motiva a capacitá-los ainda mais”, frisou.

Responsabilidade Social

De acordo com a superintendente, os programas sociais receberão muitos investimentos em 2019. Serão mais de R$ 2,3 milhões destinados às ações nas comunidades onde o Sicoob está presente.

Sandra reforçou que o Fundo de Investimento Social (Fis) foi implantado recentemente na instituição e busca despertar talentos nas escolas e explicar o cooperativismo às crianças e adolescentes.

“O projeto Arte de Somar, um projeto de educação financeira desenvolvido em parceira com a OCB/ES e com escolas públicas e particulares da rede de ensino fundamental e médio, além de beneficiar outras iniciativas locais”, afirmou a superintendente.

Inovação

Durante a coletiva de imprensa, o departamento de marketing do Sicoob-ES apresentou um novo espaço de trabalho inaugurado no início do ano. Contando com estratégias matemáticas, como as somas dos lados dos triângulos, que remete a igualdade, o local conta com mesas, balcões e espaços que remetem a um Coworking, agregando ainda mais a ideia de inovação tão utilizada no mercado atualmente.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!