18.8 C
Vitória
quinta-feira, 17 junho, 2021

Vereador não foi morto em assalto, diz polícia

O vereador, mais conhecido como Marquinhos da Cooperativa, foi assassinado na noite da última quinta-feira (27) no interior de Presidente Kennedy

Por Josué de Oliveira

O vereador Marcos Augusto Costalonga, morto a tiros na última quinta-feira (28) em Presidente Kennedy, não foi assassinado durante um assalto. A informação é da Polícia Civil do Espírito Santo que está investigando o caso.

Na manhã desta segunda-feira (31), um carro foi encontrado incendiado em uma estrada de Monte Belo, no interior de Presidente Kennedy.

Segundo uma testemunha, foi um veículo HB20 que emparelhou no carro do vereador e com características semelhantes ao que foi localizado queimado.

A polícia já tem imagens de que esse mesmo veículo com quatro indivíduos dentro estaria seguindo o vereador desde quando saiu da localidade de Leonel.

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado por meio da Delegacia de Polícia de Presidente Kennedy, e, até o momento, nenhum suspeito de cometer o crime foi detido”.

A Polícia pede à população que quem souber de alguma pista que ajude a elucidar o crime ligue para o Disque-Denúncia, que “é uma ferramenta segura, onde não é necessário se identificar para denunciar”.

Relembre o caso

O vereador Marcos Augusto Costalonga, de 49 anos, mais conhecido como Marquinhos da Cooperativa, foi assassinado na noite da última quinta-feira (27) no interior de Presidente Kennedy, no Sul do Estado. A esposa e um amigo do casal que estavam no carro também foram baleados.

As vítimas estavam em um Toyota Hillix SW4 quando foram alvo dos criminosos. De acordo com a polícia, foram mais de 10 disparos de arma de fogo.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade