23.8 C
Vitória
sábado, 25 maio, 2024

Santos anuncia reforços após fim do ‘transfer ban’

De acordo com o presidente Marcelo Teixeira, o clube santista desembolsou R$ 27,6 milhões para bancar a dívida com o Krasnodar, da Rússia

O presidente Marcelo Teixeira confirmou nesta quarta-feira que o Santos encerrou o ‘transfer ban’ aplicado pela Fifa no mês passado. O dirigente anunciou pagamento da dívida com o Krasnodar, da Rússia, e também revelou dois reforços da equipe paulista para o início da Série B do Campeonato Brasileiro: Patrick e Escobar.

De acordo com Teixeira, o clube da Vila Belmiro desembolsou R$ 27,6 milhões para bancar a dívida com o time russo. A pendência tinha como origem a compra do meia-atacante peruano Christian Cueva. Trata-se da segunda punição que o Santos enfrenta por dívidas nos últimos meses. Antes, o clube pagou R$ 4,7 milhões para saldar dívida com o técnico Fabián Bustos.

- Continua após a publicidade -

O pagamento da dívida com o Krasnodar permite ao Santos voltar a fazer contratações. Em entrevista coletiva que marca os 100 primeiros dias de sua gestão, Teixeira confirmou também dois reforços para a equipe. Patrick, do Atlético-MG, chegará por empréstimo até o fim do ano e deverá ser contratado em definitivo na sequência.

“É um empréstimo com valor de compra fixado em US$ 1 milhão. Pagaremos em 12 parcelas, o que dá aproximadamente R$ 450 mil/mês. A questão financeira envolvendo aquisição e salários está compatível com um atleta desse nível. Será um nome importante para a formatação do elenco para 2024. Ele não será um bom jogador para 2025? As críticas são pertinentes, temos a coragem de estamos aqui por um novo elenco”, declarou.

O lateral Escobar também foi confirmado pelo dirigente. “Fizemos uma troca junto ao Felipe Jonatan com o Fortaleza. O Felipe esteve cinco anos no Santos, ainda temos 50% dos direitos dele o que é importante para o Santos não abrir mão do seu patrimônio”, declarou. “Entendemos que a troca seria benéfica tanto para o Felipe como para o Escobar. A troca virá com o padrão do teto salarial.”

Contas

Como vem afirmando em suas coletivas, Teixeira reiterou a busca por um “choque de gestão” no clube santista. “Neste meses nós conseguimos realizar am série de ações que foram importantíssimas para que o clube pudesse ter uma condição de equilíbrio e uma situação mais favorável em sua administração”, afirmou.

O presidente disse também que as contratações estão dentro de uma “realidade austera” do clube. “O critério é o mesmo que estamos seguindo. Ha uma ilusão do resultado positivo em campo perante o que o Santos possa fazer financeiramente na recomposição do elenco. Não fugiremos da nossa realidade financeira, uma realidade austera. Não faremos nada diferente do que estamos fazendo.”

Nesta busca, Teixeira revelou que o gasto mensal do clube com o departamento de futebol profissional alcança R$ 16 milhões mensais, sendo R$ 7,5 milhões apenas em salários dos jogadores, sem incluir encargos e direitos de imagem. No total, o Santos desembolsa R$ 14,8 milhões com os jogadores.

O presidente santista também apontou números sobre as dívidas do clube. Ele afirmou que pagou R$ 58,3 milhões em pendências ligadas ao exercício de 2023. Restam ainda R$ 20 milhões em dívidas.

Sem revelar cifras, ele disse estar saldando também outras pendências de anos anteriores. “A diretoria vem saldando outros compromissos não relacionados a apenas as dívidas de 2023. O Santos continua honrando os seus compromissos, mesmo não estando relacionados a gestão de 2024”, declarou. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA