23.3 C
Vitória
sábado, 20 abril, 2024

Lixo espacial visto no Rio Grande do Sul é parte de foguete

O foguete foi lançado às 22h08 (horário de Brasília) no Cosmódromo de Baikonur, que é administrado pela Rússia

Um facho de luz que cruzou os céus do Rio Grande do Sul entre a noite de quinta-feira (23) e a madrugada desta sexta, 25, chamou a atenção de moradores. Fotos e vídeos foram postados em redes sociais, alguns expressando preocupação. Num primeiro momento, o fenômeno foi tido como um meteoro, mas especialistas explicam que, na verdade, se tratava do estágio de um foguete.

“A resposta para o facho de luz no céu não é nenhuma rocha espacial. O que se viu no céu do Rio Grande do Sul foi a reentrada do estágio superior de um foguete russo Soyuz SL-4 RB lançado na última terça-feira do Cazaquistão”, explicou a Metsul, citando o professor Carlos Fernando Jung, diretor da Brazilian Meteor Observation Network na Região Sul.

- Continua após a publicidade -

O foguete foi lançado às 22h08 (horário de Brasília) no Cosmódromo de Baikonur, que é administrado pela Rússia. Ele transportava uma espaçonave robótica de carga e três toneladas de suprimentos para a Estação Espacial. “O estágio (nome que se dá a uma das partes do lançador) reingressou no Rio Grande do Sul”, relatou a Metsul. Foi isso que gerou o facho de luz.

A reentrada de lixo espacial não é incomum, e há milhares deles orbitando o planeta. O próprio lançamento de foguetes deixa detritos no espaço. “Alguns objetos em órbitas inferiores de algumas centenas de quilômetros podem retornar rapidamente. Frequentemente, voltam à atmosfera depois de alguns anos e, em sua maior parte, queimam – por isso não chegam ao solo”, destacou a Metsul.

Na noite de quarta-feira, 23, um clarão também foi visto por moradores de Caldas Novas, em Goiás. Nesse caso, tratou-se mesmo de um meteoro. Desde o mês passado, aconteceu a chuva de meteoros Perseidas, cujo pico pôde ser visto no Brasil entre os dias 14 e 15 deste mês. O fenômeno se encerrou na quinta-feira (24). Com informações Agência Estado

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA