Na ‘guerra’ Bolsonaro x Huck, presidente envolve BNDES

Um dos compromissos de campanha de Jair Bolsonaro é tornar o BNDES mais tranparente
Jair Bolsonaro (Fotografia - Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Jair Bolsonaro diz que abrirá “caixa preta” do BNDES na próxima segunda-feira (16)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na última quinta-feira (15) em uma transmissão ao vivo nas redes sociais, que na próxima segunda-feira (19) vai revelar quem comprou jatinhos com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ao abrir a “caixa-preta” da instituição.

Segundo ele, o anúncio vai expor “gente que está dizendo que estamos no último capítulo do fracasso”.

Bolsonaro não citou nomes. A declaração, no entanto, foi uma referência indireta à fala do empresário e apresentador Luciano Huck, que na quarta-feira (14) durante um evento em Vila Velha, no Espírito Santo, criticou o governo federal ao participar do debate “Futuro do Brasil”.

“A gente precisa de gente nova na política, com todo respeito a esse governo. Esse governo foi eleito de maneira democrática. Mas eu não acredito que a gente está vivendo o primeiro capítulo da renovação. Para mim, estamos vivendo o último capítulo do que não deu certo”, afirmou Huck na ocasião.

Na transmissão de ontem, Bolsonaro disse que pretende “mostrar a primeira parte da caixa-preta do BNDES”. Essa era uma das bandeiras da campanha do presidente que, em junho, demitiu o então presidente do banco estatal, Joaquim Levy.

Uma das justificativas foi a de que Levy não se esforçou para abrir a “caixa-preta” do banco.

*Da redação com informações do site Estadão Conteúdo


LEIA TAMBÉM
Conteúdo Publicitário