20.6 C
Vitória
sábado, 19 junho, 2021

Golpe do falso cupom da Uber fez mais de 40 mil vítimas no Brasil

Usuários da plataforma Uber relataram quer receberam um e-mail com código para ganharem um crédito de 100 reais no sábado (17)

Nos últimos meses, empresas de todos os segmentos têm enviado aos clientes códigos promocionais, ofertas , dicas de produtos, ou encontram outros meios de chamar a atenção do cliente para a venda de seus produtos. Desta forma, a quantidade de consumidores que querem economizar nas compras presenciais e online do dia a dia só aumenta.

É nesse momento que os criminosos digitais aproveitam para aplicar os golpes como o que ocorreu no sábado (17). Usuários da plataforma Uber relataram quer receberam um e-mail com código para ganharem um crédito de 100 reais. Ao clicarem no link da mensagem, o usuário é redirecionado para uma página de cadastro semelhante a da Uber na qual é convidado a inscrever-se no serviço para receber o desconto. Efetuado o “cadastro”, a página maliciosa envia o usuário para o site oficial da Uber, confundindo o usuário.

Segundo a ESET, empresa especialista em segurança online, mais de 40 mil pessoas já caíram no golpe até a terça (20) e, considerando o volume de mais de 100 mil buscas mensais por cupons e promoções da Uber e a viralização da promoção por mídias sociais e serviços de mensagens, o golpe ainda pode atingir uma quantidade muito maior de vítimas.

A prática de clonar uma página de outra loja ou serviço é denominada pishing e, considerando a quantidade de usuários desatentos, infelizmente é muito comum e, para evitá-la, o usuário deve verificar o cadeado de segurança no navegador (ao lado esquerdo na barra de endereço da página) e o endereço do site que está acessando.

“Os códigos promocionais da Uber disponíveis em sites de cupons ou na própria Uber geralmente são válidos somente para a primeira viagem e o usuário pode baixar o aplicativo da Uber e inserir o código no próprio app, sem precisar acessar um site e correr riscos desnecessários”, aconselha o responsável pelo marketplace A vida é feita de Desconto, Thiago Rodrigo Alves Carneiro.

Para Carneiro, há outros caminhos para obter descontos sem correr riscos desnecessários: “O usuário deve desconfiar de vantagens excessivas, evitar clicar em links de origem desconhecida e checar a informação diretamente com a empresa ou nos principais sites de cupons, que verificam os códigos de desconto e os disponibilizam gratuitamente em suas plataformas”.

Além da Uber, o McDonald’s é outra grande empresa que sofre com esse tipo de golpe. Na semana passada, circulou um link por aplicativos de mensagens como o WhatsApp oferecendo um voucher de 70 reais na rede de restaurantes.

Além de negar a existência do cupom nas redes sociais, o McDonald’s criou uma página com esclarecimentos sobre falsos cupons da empresa que circulam na internet. O volume de buscas mensais por cupons da marca é o maior da internet brasileira, superando um milhão de buscas mensais e, portanto, um alvo em potencial para os criminosos digitais.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade