22.7 C
Vitória
quarta-feira, 1 dezembro, 2021

Games: de brincadeira à negócio bilionário

Hoje, 29 de agosto, é o Dia Internacional do Gamer. No primeiro semestre de 2021, o mercado mundial de jogos já movimentou US$ 60 bilhões

Por Samantha Dias 

Hoje, dia 29 de agosto, é o Dia Internacional do Gamer. O que antes era “apenas” uma brincadeira ou hobby se transformou em carreira profissional, movimentando bilhões de reais no mundo todo.

Com o passar dos anos, a indústria mundial de games evoluiu e construiu um dos mercados mais sólidos e estáveis, que movimenta bilhões ano após ano. No primeiro semestre de 2021, o mercado mundial de jogos já movimentou US$ 60 bilhões (mais de R$ 300 bilhões) – quase o dobro do valor arrecadado em 2020 – de acordo com o levantamento do banco de investimentos Drake Star Partners.

Já a previsão da consultoria Newzoo aponta que no final de 2023 o faturamento do segmento deve alcançar US$ 200 bilhões. No Brasil, o mesmo levantamento mostrou que a previsão é de que o setor movimente US$ 2,3 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em 2021, o que representará um aumento de 5,1% na receita anual. Confirmada essa previsão, o Brasil vai se tornar o país com maior representatividade em receitas de jogos da América Latina e o 12º do mundo.

Essas cifras e o aumento do interesse em torno do mundo dos games gera demanda para outras áreas e oportunidades, desde cursos profissionais para desenvolvedores, tecnologia e programação ou treinamentos gamificados para vendedores.

“O mercado de games oferece oportunidades para quem quer trabalhar com tecnologia. Existe espaço para os profissionais que desejam atuar com jogos ou desenvolver soluções que utilizam o conceito da  gamificação. O setor mantém um crescimento anual expressivo, movimenta bilhões de dólares no mundo e se tornou um caminho muito atrativo para a área de programação”, explica Alexandre Tibechrani, especialista de uma escola global de tecnologia e programação.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade