24.9 C
Vitória
terça-feira, 25 junho, 2024

Fluminense vence Colo-Colo e fica perto da vaga nas oitavas

Com o resultado, a equipe do técnico Fernando Diniz chegou aos oito pontos, deixando para trás Cerro Porteño, Colo-Colo e Alianza

O Fluminense não jogou como o atual campeão da Copa Libertadores, preferiu ficar fechado e ‘por uma bola’, mas conseguiu uma importante vitória, nesta quinta-feira, em Santiago, no Chile, ao bater o Colo-Colo, por 1 a 0, em duelo válido pela quarta rodada do Grupo A.

Com o resultado, a equipe do técnico Fernando Diniz chegou aos oito pontos, deixando para trás Cerro Porteño (cinco), Colo-Colo (quatro) e Alianza (três). A duas rodadas do fim da fase de grupos, a equipe carioca pode obter a vaga nas oitavas na próxima partida.

- Continua após a publicidade -

O Colo-Colo iniciou imprimindo um ritmo alucinante. Com forte marcação, o time chileno dominou a primeira etapa e conseguiu anular qualquer possibilidade de contra-ataque do Fluminense, que teve pouco a posse de bola.

Apesar de todo o domínio, o Colo-Colo pouco invadiu a área do goleiro Fábio. A equipe chilena errou muitos passes finais das jogadas.

Aos 18 minutos, a melhor oportunidade da primeira etapa. Zavala foi lançado, Marcelo caiu, e o atacante. Livre diante de Fábio, chutou para fora.

O Colo-Colo somou outras oito finalizações no primeiro tempo, mas todas de fora da área e sem exigir defesa de Fábio. Já o Fluminense só foi incomodar o goleiro Cortez aos 46 minutos, em uma jogada de Lima e Cano.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com a intenção de impor uma postura diferente e atacar mais o Colo-Colo, com forte marcação na saída de bola.

Mas quase o time brasileiro levou um gol de contra-ataque. Zavala, Pizarro e Palacios por pouco não abriram o placar para o time chileno logo no início do tempo final.

Com incrível força física, o Colo-Colo voltou a dominar as ações e empurrou o Fluminense para seu campo. A dificuldade dos chilenos foi passar pela zaga brasileira, composta em muitos momentos por duas linhas de cinco jogadores.

A insistência do Colo-Colo nas bolas aéreas facilitou o trabalho de Manoel e Felipe Melo. A possibilidade era arriscar chutes de longe. Falcon levou Fábio a fazer boa defesa, Mas aos 19, Vicente Pizarro acertou a trave direita em chute de fora da área

Em um dos poucos momentos em que o Fluminense conseguiu chegar na área chilena, conseguiu o gol. Após escanteio cobrado por Ganso pela direita, Marcelo chutou cruzado e Manoel desviou para as redes, aos 29 minutos.

Empurrado pela torcida, o Colo-Colo aumentou a pressão nos últimos quinze minutos, mas não teve talento para criar jogadas e parou no bom trabalho defensivo do Fluminense, com destaque para Paulo Henrique Ganso. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA