27.9 C
Vitória
segunda-feira, 17 junho, 2024

Estudante ataca colegas e professora em escola de Manaus

O adolescente que atacou a escola foi apreendido com armas brancas e um coquetel molotov

Dois estudantes e uma professora ficaram feridos após um aluno promover um ataque à escola Instituto Adventista de Manaus (IAM), na capital amazonense, na segunda-feira, 10. O agressor, um adolescente que não teve a identidade revelada, foi apreendido com armas brancas e um coquetel molotov, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

As três vítimas tiveram ferimentos superficiais e foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), informou a SSP-AM. Segundo a escola, elas passam bem.

- Continua após a publicidade -

O responsável pelos ataques foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI), onde o caso foi registrado.

Em nota, o Instituto Adventista de Manaus, que pertence a uma rede privada de ensino, lamentou o ataque e informou que a escola está fornecendo informações às autoridades para ajudar nas investigações do caso. No texto, o IAM afirmou ainda que os dois estudantes e a funcionária atingidos “passam bem”, e que “as medidas administrativas em relação ao agressor estão sendo adotadas”.

A secretária de Educação do Amazonas, Kuka Chaves, pediu para que as famílias também contribuam na prevenção de ocorrências do tipo, fiscalizando a movimentação dos filhos nas redes sociais e se atentando às mudanças de comportamentos em casa.

“Pedimos a parceria das famílias, para que acompanhem o que tem sido visualizado nas redes sociais, em grupos de WhatsApp, mudanças no comportamento, para verificarem as bolsas dos filhos na saída de casa, os jogos que têm consumido”, disse a secretária, em comunicado publicado na noite da segunda-feira. “Somente juntos podemos avançar nessa problemática que tem atingido não apenas o nosso Estado, ou o País, mas se transformou em uma questão de atenção mundial”, acrescentou a chefe da pasta que, também lamentou o ocorrido e prestou solidariedade a “toda comunidade escolar do Instituto Adventista de Manaus”.

Crescimento de ataques no País

O ataque à escola amazonene é mais um para uma lista de episódios semelhantes que vêm acontecendo no Brasil nos últimos dias. Em 27 de março, há duas semanas, um estudante matou à facadas uma professora de 71 anos na Escola Estadual Thomazia Montoro, na zona oeste de São Paulo. O menor foi preso e encaminhado para a Fundação Casa.

No último dia 4, quatro crianças foram assassinadas em uma creche de Blumenau, Santa Catarina, em outro crime que chocou o País. O agressor, de 25 anos, se entregou à polícia logo depois dos ataques, que feriram outras cinco pessoas.

Nesta segunda, no mesmo dia em que o Instituto Adventista de Manaus também foi vítima desse tipo de ocorrência, a gestão Wilson Lima anunciou a criação de comitê interministerial de segurança para aumentar o monitoramento das unidades da rede estadual de ensino do Amazonas.

No anúncio, o governo afirma que este comitê, que vai trabalhar com o Núcleo de Inteligência e Segurança Escolar (Nise), também atue de forma articulada com as unidades das redes municipal e privada (caso do IAM) na troca de informações para coibir novos ataques e ameaças.

Além do monitoramento feito pelo núcleo de inteligência com o fim de coibir qualquer ato de violências nos colégios, também estão previstos no plano estadual do Amazonas os trabalhos de acolhimento psicológico e psiquiátrico aos estudantes e funcionários, e atividades educacionais e pedagógicas com o intuito de inibir comportamentos transgressores dentro das escolas, como bullying, ciberbullying, racismo e uso e tráfico de drogas.

“Avançaremos em políticas voltadas para combater a violência nas escolas, a fim de que atos como este não voltem mais a acontecer, nem a fazer mais vítimas nas unidades de ensino no nosso país”, afirmou Kuka Chaves em seu comunicado.

Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA