23.8 C
Vitória
sexta-feira, 3 dezembro, 2021

Estado nomeia 400 novos policiais civis

O governador do Estado, Renato Casagrande, assinou, nessa quarta-feira (20), o decreto de nomeação dos 401 candidatos que finalizaram o Curso de Formação Profissional da Polícia Civil do Espírito (PCES)

Por Munik Vieira

A nomeação é referente ao concurso público de 2018. Essa é mais uma medida de reestruturação das forças da Segurança Pública, que vem sendo feita desde o início da gestão, em 2019.

Ao todo, serão 85 novos escrivães, 147 investigadores, cinco psicólogos, além de 77 peritos criminais, 53 auxiliares de perícia médica legal, 29 médicos legistas e cinco assistentes sociais, que passam a reforçar o efetivo da instituição. Após a assinatura do decreto, os nomes dos aprovados serão publicados no Diário Oficial do Estado. Eles terão o prazo legal de 30 dias para tomar posse do cargo.

Primeira etapa

Em virtude da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a PCES firmou uma parceria com Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp) para a realização da primeira parte das disciplinas do curso, que foram ofertadas na modalidade on-line, com transmissão em tempo real.

Segunda etapa

Já a segunda etapa ocorreu de forma presencial com aulas ministradas nas dependências da Academia da Polícia Civil do Espírito Santo (Acadepol). Além disso, o início da formação policial em atenção aos protocolos de segurança biológica (afastamento e distanciamento social), proporcionou a redução de gastos financeiros com o curso, que estava orçado em R$ 7 milhões e foi finalizado com o investimento de R$ 1,1 milhão.

De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, o foco do Governo é repor o efetivo perdido com a falta de ingressos nas instituições policiais, por conta da falta de investimentos e concursos.

“Essa entrega mostra mais uma vez o cuidado do Governo em relação à Segurança Pública do Espírito Santo. Em sua primeira gestão, de 2011 a 2014, o governador Renato Casagrande entregou os quadros praticamente completos nas corporações, com a realização de diversos concursos. Em 2019, ele retorna e recebe um efetivo igual a 2009. O programa Estado Presente em Defesa da Vida é retomado e novamente e o olhar para a segurança pública também. Já temos outros concursos autorizados e seguiremos com o objetivo de retomar o caminho da redução da violência que estamos registrando nos últimos anos”, afirmou Ramalho.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade