25.3 C
Vitória
domingo, 12 julho, 2020

Bons resultados e promessas de investimento no setor

Leia Também

Como usar e higienizar as máscaras caseiras? Atente-se às dicas!

A Secretaria Municipal de Saúde de Cachoeiro de Itapemirim desenvolveu um protocolo de uso e higienização das máscaras para quem os usa diariamente.

Musical “Tropicalinha” agita Diversão em Cena ArcelorMittal

A live contará a história que se passa no fictício Reino de Pindorama, governado por uma rainha autoritária e que proibia a música.

Tecnologia faz produção de café conilon “pocar” no Norte do ES

Quem apostou em sistemas de irrigação modernos, aliados ao manejo correto integrado, já começa a colher os primeiros frutos de uma tecnologia que veio para ficar.

Verstappen crava melhor tempo dos treinos livres do GP da Estíria

Neste domingo, a largada será às 10h10. Saiba mais! O holandês Max Verstappen foi o mais rápido da sexta-feira nos treinos livres do GP da...

Com cenário promissor, acordos podem gerar cifras bilionárias para o Estado

O Espírito Santo, que responde apenas por 0,54% da extensão territorial e por menos de 2% da população do país, é hoje um dos mais importantes produtores brasileiros de petróleo e gás natural (P&G), mas começou 2018 perdendo a segunda colocação no ranking de fornecimento do primeiro item, a qual mantinha desde 2007.

Os dados foram apresentados no boletim de fevereiro, da Agência Nacional de Petróleo e Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). De acordo com o documento, São Paulo alcançou 344.160 bbl/d (barris por dia) ao passo que o Espírito Santo chegou a 343.890 bbl/d. Já em março, o desempenho capixaba voltou a bater o paulista, retomando o segundo lugar, posição consolidada em 2010 com o início da exploração e produção na camada pré-sal no Parque das Baleias.

O setor vive hoje um momento de recuperação, e a alta do preço do barril de petróleo no mercado internacional, que passou o ano de 2018 acima dos US$ 70, é favorável ao país, incluindo seus estados e municípios, e à Petrobras, que registrou lucro líquido de R$ 17 bilhões no primeiro semestre. O resultado positivo está também associado à depreciação do real em relação ao dólar. No mesmo período, o endividamento líquido caiu 13% em comparação com dezembro de 2017, para US$ 73,66 bilhões.

Já no terceiro trimestre de 2018, a empresa manteve os bons números que vinha apresentando. Obteve lucro líquido de R$ 644 bilhões, cifra que representa alta de 2.397% ante os R$ 266 milhões no mesmo intervalo de 2017.

Mas tal performance não repercutiu de forma unicamente animadora, visto que significa, ainda, uma queda de 34% em relação aos três meses anteriores. Essa baixa gerou sensação de frustração entre os investidores, cuja expectativa de lucratividade era ao menos semelhante à apresentada no segundo trimestre.

INVESTIMENTOS

Uma boa notícia foi anunciada pela Petrobras em 2018, como marco das sete décadas de atuação no Espírito Santo. A empresa planeja investir US$ 2,5 bilhões nos próximos cinco anos no Estado. Do valor total do Plano de Negócios e Gestão (PNG 2018-2022), 56% serão destinados ao projeto da plataforma integrada no litoral sul capixaba. “Uma parte importante (do PNG) é o novo sistema de produção do Parque das Baleias, que traz um grau de certeza de sua realização muito grande até 2022”, afirmou o presidente da estatal, Pedro Parente.

Fonte: ANP/SDP/Sigep – Agosto 2018

O objetivo é interligar 22 poços do pós e do pré-sal dos campos de Jubarte, Baleia Franca e Cachalote a uma nova plataforma, do tipo FPSO, com capacidade de produção diária de 100 mil barris de petróleo e de 5 milhões de metros cúbicos de gás natural. Os investimentos no período incluem a perfuração de novos poços nos campos atualmente em operação.

Internamente, os campos de Albacora e Albacora Leste, em águas do Rio de Janeiro, estão, desde julho de 2018, sob a gestão da Unidade de Operações Espírito Santo da Petrobras (UO-ES). A mudança faz parte de um projeto de reestruturação que visa a organizar a empresa e suas unidades para trabalhar de forma mais equilibrada, eficiente, padronizada e, sobretudo, especializada.

Durante o lançamento do Anuário da Indústria de Petróleo, produzido pela Federação das Indústrias (Findes), André Araújo, presidente da Shell, posicionou-se de forma bastante otimista. “Nós, da Shell, com aquisições recentes, passamos de um patamar de investimentos P&D (pesquisa e desenvolvimento) da ordem de R$ 2 milhões por ano para pouco mais de R$ 150 milhões. O grande começo é entender a capacidade do Espírito Santo, tanto da indústria quanto dos institutos de pesquisa. Temos um valor-teto de investimento, e o que precisamos é de projetos competitivos e atraentes para ajudar a superar desafios tecnológicos ou também projetos ligados à transição de energia, que hoje faz parte de um debate bem ativo do qual a nossa indústria tem participado”, destacou o executivo.

Fonte: www.aneel.gov.br

GÁS

O então governador Paulo Hartung anunciou a criação, com a BR Distribuidora, de uma empresa pública de fornecimento de gás no Espírito Santo e sancionou o projeto de lei que permite incentivos fiscais para o setor de petróleo e gás, o Repetro.

“A criação dessa empresa está em consonância com as práticas da PGE para resolução de conflitos por meio da mediação. Estamos convictos de que será vantajosa para todas as partes: Estado, sociedade e BR Distribuidora”, comentou o procurador-geral do Estado de então, Alexandre Nogueira Alves.

O então diretor-geral da Agência de Regulação de Serviços Públicos (Arsp), Julio Castiglioni, considerou a proposta de acordo uma saída mais racional e benéfica aos interesses dos usuários do serviço de gás natural canalizado. “Trata-se de uma demonstração inequívoca de que o Estado caminha na direção da previsibilidade e do respeito às suas relações contratuais”, argumentou.

“Demos um passo importante na construção da segurança jurídica e na melhoria da distribuição do gás canalizado no Espírito Santo, que se consolidam com a constituição da empresa estadual de gás”, completou o secretário de Estado de Desenvolvimento da época, José Eduardo Azevedo.

Fonte: br.investing.com

ENERGIA

Em abril de 2018, a Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a Resolução Homologatória nº 2.392/2018, que estabeleceu as faixas de acionamento e os adicionais das bandeiras tarifárias, com vigência a partir de maio de 2018.

Ao longo de 2018, a tarifa vermelha foi a mais acionada – é o patamar 2, que acarreta cobrança extra de R$ 5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Quando o assunto é fonte alternativa, destaque para a energia solar. Nos últimos cinco anos, as instalações para captá-la cresceram 25.700% no Espírito Santo. Com 1,7 milhão de produtores, o Estado possui 771 imóveis residenciais, comerciais e industriais que fornecem 3.793 KW por mês de energia proveniente do sol – através de microgeração distribuída. O sistema é integrado à rede da EDP.

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Tecnologia faz produção de café conilon “pocar” no Norte do ES

Quem apostou em sistemas de irrigação modernos, aliados ao manejo correto integrado, já começa a colher os primeiros frutos de uma tecnologia que veio para ficar.

Feirão Limpa Nome: seis passos antes de renegociar!

Mas antes de ir para a etapa de negociações é importante que o consumidor conheça seus números e faça uma faxina financeira.

CNI: confiança dos empresários da indústria melhora pelo 3ª mês seguido em julho

As expectativas com relação aos próximos seis meses já são otimistas", destacou a CNI, no documento. Confira! Por Eduardo Rodrigues (AE) Após bater no fundo do...

ArcelorMittal Tubarão religará o segundo alto-forno neste mês

O equipamento, com capacidade para produção de 1,2 milhão de toneladas de ferro gusa/ano, estava paralisado desde o ano passado, quando passou por uma ampla reforma de manutenção.

Vida Capixaba

Escolas de Vila Velha são notificadas por não dar descontos nas mensalidades

As instituições privadas de ensino que não estão aplicando o desconto previsto na Lei Estadual nº 11.144/2020, válida a partir do dia 19 de junho.

Tempo instável neste fim de semana no ES. Confira a previsão!

Uma frente fria se afasta lentamente em direção ao norte do Espírito Santo, mas o tempo permanece com muitas nuvens e poucas aberturas de sol na maior parte do Estado.

Famílias têm papel fundamental na relação da criança com mundo digital

Rotinas offline ajudam a criança a desenvolver autorregulação. Saiba mais! Durante a pandemia de covid-19, os dispositivos eletrônicos com acesso à internet se tornaram...

Vacinas contra gripe para público em geral

Desde o dia 30 de junho, não há mais grupo prioritário. Com isso, todas as pessoas podem receber a dose.
Continua após publicidade