21.9 C
Vitória
terça-feira, 19 outubro, 2021

Em meio à pandemia, o amor pela sétima arte reúne realizadores capixabas

Todo dinheiro captado na estreia do curta-metragem será doado para a CUFA (Central Única das Favelas)

No início de fevereiro de 2021, um grupo de amantes da sétima arte se juntou para gravar o curta-metragem “Ilhado”, que representa bastante o momento em que vivemos durante a pandemia.

O lançamento do filme acontecerá no Festival de Cinema de Pedra Azul, previsto para acontecer nos dias 24 a 28 de agosto, no formato online, devido à pandemia. Para isso, será disponibilizado um link para assistir por streaming. Essa é uma grande chance de assistir um filme e produto capixaba sem sair de casa, totalmente grátis.

Após parceria firmada entre Farid Sad, ator e cineasta capixaba, e Gabriel Costa Nadipeh, presidente estadual CUFA – ES, haverá uma arrecadação online de fundos no lançamento do curta-metragem para ajudar os moradores da periferia que tanto têm sentido os efeitos da pandemia.

O filme foi escrito e protagonizado por Farid Sad, que usou os seus 12 anos de carreira entre teatro, cinema, novelas e publicidade, para trazer o peso necessário para a personagem principal. “Eu escrevi o roteiro desse filme em um momento muito delicado na minha vida. Estava à beira de uma depressão, mas com muito apoio da minha família e com terapia, consegui passar por essa fase, apesar de ainda ter alguns resquícios até hoje. Porém, neste momento, consegui transcrever toda aquela dor em arte”, conta Sad.

Marcoz Gomez, um diretor carioca premiado internacionalmente, que atualmente reside em Cachoeiro de Itapemirim, teve um papel fundamental na produção do “Ilhado”. Ele que já dirigiu e escreveu grandes produções, como o filme “O abajur” que, atualmente, está disponível no NOW Telecine.

Esta produção teve também a participação do cantor e poeta Rodolfo Rodrigues que, durante muitas conversas e apoio mútuo à Farid, fez o poema “Embarcação” dedicado ao filme.

Após o lançamento, “Ilhado” irá rodar o mundo nos mais variados festivais. O filme tem uma mensagem muito forte de encontro e descoberta interna, e devido ao momento em que estamos vivendo, é esperado que tenha um grande impacto em quem assistir.

Atualmente, Farid e a sua produtora Kambaku, estão em produção do documentário “Marinho”, baseado no livro “Lembranças do Rio Marinho”, do capixaba e mestre em Arquitetura e Urbanismo Juliano Motta Silva. Este documentário é a realização de um dos sonhos de Farid que fará um casamento perfeito entre a sua graduação em Engenharia de meio ambiente e a sua paixão pelo cinema. O foco desta produção é chamar a atenção da situação atual do rio Marinho que, em alguns anos atrás, era um rio saudável, mas acabou se tornando um valão a céu aberto.

Poster Oficial Ilhado
Foto: Divulgação

Ilhado – Sinopse

Após se ver perdido devido a uma série de frustrações e questões existenciais, Fausto acorda perdido em uma ilha. Lutando contra os seus pensamentos e a solidão em uma praia deserta, acaba partindo em uma jornada interna em busca de respostas.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade