22.9 C
Vitória
domingo, 21 abril, 2024

Eleições 2022: Candidatos recebem propostas da indústria capixaba

epresentantes do setor produtivo do Espírito Santo construíram um documento que reúne 90 propostas da indústria para os candidatos

Por Amanda Amaral

Representantes do setor produtivo do Espírito Santo reuniu 90 propostas da indústria para os candidatos aos Poderes Legislativo e Executivo estadual que disputarão as eleições 2022, que tem o primeiro turno marcado para o dia 02 de outubro.

- Continua após a publicidade -

A Agenda da Indústria foi lançada pela Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), com foi organizado pelo Observatório da Indústria.

O material foi entregue aos candidatos ao governo do Estado que participaram na última segunda-feira (29) do evento Diálogo com o Setor Produtivo, na Ilha do Boi, Vitória. Os demais candidatos também receberão o documento.

Eleições 2022: Candidatos recebem propostas da indústria capixaba
O documento elaborado pelo setor industrial também pode ser acessado on-line. Foto: Divulgação/Findes

O documento foi construído de forma coletiva e envolveu todos os atores industriais presentes na Findes, por meio dos conselhos, câmaras, sindicatos, fóruns e grupos de trabalho.

Cinco temáticas principais

Ele apresenta 90 propostas divididas em cinco temáticas: infraestrutura, financiamento, tributação, inovação e ESG, que na tradução significa Ambiental, Social e Governança.

Segundo a presidente da Federação, Cris Samorini, o objetivo é mostrar diagnósticos e gargalos históricos, assim como apresentar soluções e potencialidades para que problemas que hoje minam o bom ambiente de negócios e a competitividade das empresas sejam superados.

Interesses do setor industrial 

“Acreditamos que o diálogo aberto e transparente, baseado na colaboração entre o setor produtivo e o setor público, promove um ambiente para decisões assertivas, que favorecem o crescimento econômico do Estado e do país. Queremos apresentar de forma clara os interesses do setor industrial de modo que juntos possamos fortalecer o caminho de desenvolvimento econômico e social em curso no Espírito Santo”.

A gerente-executiva do Observatório da Indústria, Marília Silva, explica que a primeira parte da Agenda aborda o cenário econômico. Na sequência, o documento traz sua pauta prioritária, que seleciona os assuntos considerados de maior importância para ampliar a competitividade do Estado.

Elaboração de políticas públicas 

Eleições 2022: Candidatos recebem propostas da indústria capixaba
A presidente da Findes, Cris Samorini, afirma que a agenda é uma forma do setor se posicionar junto aos candidatos. Foto: Divulgação/Findes

“A terceira parte do material lista as temáticas e suas respectivas propostas, organizadas de forma simples e visual. Cada sugestão apresenta um breve contexto. Por fim, é disponibilizado um quadro-resumo da Agenda, com todas as propostas identificadas pelo tema”, esclarece Marília.

A presidente da Federação, Cris Samorini, reforça que a Agenda da Indústria é uma forma de o setor industrial se posicionar junto aos candidatos das Eleições 2022 de forma técnica e com uma agenda programática estruturada.

“Consideramos ser fundamental que os candidatos se comprometam com as pautas trazidas nesta Agenda. Eles terão a responsabilidade de direcionar esforços e desenvolver políticas que contribuam para atrair mais negócios para o Estado, para melhorar a logística capixaba, para desburocratizar processos, para garantir mais segurança jurídica, para estimular a inovação, para fortalecer a educação, para gerar mais oportunidades e empregos. Uma política industrial robusta é o que vai nos levar a um novo patamar de desenvolvimento socioeconômico”.

O material completo pode ser acessado no site da Findes

Com informações da Findes. 

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA