28.8 C
Vitória
sexta-feira, 24 maio, 2024

Retrospectiva 2022 – Educação: Uso da tecnologia é intensificado nas escolas

Muitos desafios precisam ser vencidos na educação. A tecnologia foi a medida mais adotada, especialmente pelo setor privado, para conter a evasão dos estudantes

No mesmo ano em que cada um dos 19.129 profissionais da rede estadual de ensino do Espírito Santo encerra o período letivo com Bônus Fundeb no valor R$ 7,2 mil – agregado ao salário de dezembro –, nos estabelecimentos particulares, apesar dos contratempos e desafios, o plano foi partir para a adoção de novas estratégicas e novas metodologias de ensino-aprendizado para “se reinventar”.

Segundo o superintendente do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado do Espírito Santo (Sinepe-ES), Geraldo Diório Filho, o foco do setor é reduzir a evasão dos estudantes. “Com as novas moções de acolhimento da comunidade escolar, plano pedagógico e escuta centrada no aluno, além da utilização de novas tecnologias com uma pegada de inovação e modernização, estamos, com sucesso, minimizando a evasão”, explica.

- Continua após a publicidade -

Geraldo Diório Filho lembra que, em 2020, no auge da pandemia, famílias tiraram os filhos das escolas, principalmente aqueles matriculados na educação infantil e no ensino superior. A recuperação gradativa começou no ano seguinte.

“O Brasil ainda vive um período de crise política. Mas acreditamos e confiamos que o futuro será sempre melhor, mesmo que essa afirmação venha pervertida pelas circunstâncias que as envolve, como o cenário institucional, político e econômico, entre outras”, salienta o gestor.

O Sinepe não se posiciona sobre os números da inadimplência, mas, com a chegada de 2023, diante da alta da inflação aliada aos impactos do inadimplemento, as instituições de ensino já anunciaram o aumento nas mensalidades. Até o fechamento desta edição (15/12), não havia um índice oficial. Porém, em um rápido levantamento informal feito com pais de 20 escolas distribuídas na Grande Vitória, em Linhares e Cacheiro, apuramos que essa elevação deverá oscilar entre 6% e 10% para o próximo ano.

Retrospectiva 2022 - Educação: Uso da tecnologia é intensificado nas escolas
Sedu tem feito trabalho de aprofundamento da aprendizagem em Matemática e Língua Portuguesa para melhorar o desempenho dos alunos – Foto: Divulgação / PMC

Rede pública

Muitos são os desafios que precisam ser vencidos na educação. Conquistar a totalidade de unidades de ensino com boas condições estruturais de funcionamento para todos é um deles. Segundo dados do QEdu, apenas 64% das escolas da rede pública do Espírito Santo têm saneamento básico; e 50% não têm acessibilidade.

Apesar dessa realidade negativa, os números são maiores que a média nacional. No Brasil, apenas 40% das escolas públicas têm acessibilidade, e 47% estão ligadas à rede de esgoto.
E há outros destaques.

Topo do ranking

O Espírito Santo tem o melhor índice do país de alunos que saem do ensino médio com aprendizado adequado em Matemática. Dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2021 apontam o percentual de 11,2% de estudantes com aprendizado adequado na disciplina. Em segundo lugar, está o Rio Grande do Sul, com 7,68%. A média nacional é de 4,99%.

“Mesmo com muitos desafios, a Sedu tem feito um trabalho intenso de aprofundamento da aprendizagem em Matemática e Língua Portuguesa para melhorar o desempenho dos alunos. Desde o segundo semestre de 2021, estamos com aulas de reforço e recuperação em todas as unidades de ensino. Para isso, fizemos a contratação de professores de Língua Portuguesa e Matemática, com um investimento de R$ 3 milhões”, destaca Marcelo Lema, subsecretário de Estado de Planejamento e Avaliação.

Tempo Integral

Retrospectiva 2022 - Educação: Uso da tecnologia é intensificado nas escolas
O Espírito Santo tem o melhor índice do país de alunos que saem do ensino médio com aprendizado adequado – Foto: Sedu-ES

O ensino em tempo integral teve a oferta de vagas quadruplicada em quatro anos, conquistando a posição de melhor do país.

 

Em 2019, havia 32 escolas atuando na modalidade de tempo integral. “No decorrer dos últimos quatro anos, abrimos mais 100 unidades e somos, neste ano, uma rede com 132 escolas dessa modalidade, totalizando mais de 53 mil matrículas”, pontua o secretário estadual de Educação, Vitor de Angelo.

Para 2023, o sistema continuará avançando, segundo o governador do Estado, Renato Casagrande, que já anunciou que a rede estadual contará com mais 24 escolas em tempo integral a partir do próximo ano. Assim, os 78 municípios do Estado terão essa oferta, somando 156 escolas em tempo integral. As aulas começarão no dia 2 de fevereiro de 2023, em 406 escolas, para 221.500 alunos.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA