24.4 C
Vitória
quarta-feira, 29 maio, 2024

Djokovic e Bellingham faturam prêmios no Laureus

Tenista número 1 do mundo, Djokovic ganhou na categoria “Melhor Atleta do Ano”, no masculino

Novak Djokovic, Jude Bellingham, Simone Biles, Aitana Bonmatí e a seleção espanhola feminina de futebol levantaram os principais troféus na cerimônia de premiação do Laureus, o Oscar do Esporte, nesta segunda-feira. O Brasil tinha dois representantes no evento que premiou os melhores do ano passado, mas a skatista Rayssa Leal e o surfista Filipe Toledo voltaram a bater na trave, como havia acontecido na cerimônia de 2023.

Djokovic, tenista número 1 do mundo, ganhou na categoria “Melhor Atleta do Ano”, no masculino. No feminino, Aitana Bonmatí, da seleção espanhola de futebol e do Barcelona, levou a melhor. Ambos precisaram superar rivais de peso para levantar o troféu na cerimônia realizada em Madri.

- Continua após a publicidade -

O tenista sérvio venceu três dos quatro Grand Slams da temporada passada e alcançou o recorde de 24 títulos em torneios deste nível. Com este feito, deixou para trás concorrentes como Lionel Messi, Max Verstappen, Erling Haaland e Mondo Duplantis, recordista do salto com vara. Bonmatí, por sua vez, superou a americana Mikaela Shiffrin, do esqui alpino, e a tenista polonesa Iga Swiatek, número 1 do mundo.

Entre as equipes e times, o grande vencedor foi a seleção espanhola feminina de futebol, que faturou a honraria, uma das maiores do prêmio, superando adversários famosos e consagrados, com a equipe Red Bull (Fórmula 1), o Manchester City, os Springboks (a seleção sul-africana de rúgbi) e a seleção alemã masculina de basquete, entre outros. As espanholas se sagraram campeãs da Copa do Mundo do ano passado, na Austrália e na Nova Zelândia.

Jude Bellingham, do Real Madrid, levou o troféu de “Revelação do Ano” pelas boas exibições em sua primeira temporada no futebol espanhol – já havia vencido o prêmio Golden Boy. Já a experiente Simone Biles foi a vencedora na categoria “Retorno do Ano” por ter voltado a competir em alto nível no ano passado – deve disputar a Olimpíada de Paris-2024.

Outro medalhão a ser premiado nesta segunda foi Rafael Nadal. Mas por um motivo diferente do que costuma ser lembrado. O tenista espanhol subiu ao palco para celebrar o prêmio na categoria “Prêmio Laureus Esporte Para o Bem” através da Fundación Rafa Nadal. A entidade, sediada em Mallorca, também atua na Índia na capacitação de jovens através do tênis.

O Brasil estava representado nesta categoria pela entidade Bola Pra Frente, por unir, na definição do Laureus, o conceito “Multiesporte x Empregabilidade”, usando o esporte e a educação para aumentar as oportunidades para os jovens.

Brasileiros

Rayssa Leal e Filipe Toledo competiam na mesma categoria, de “Melhor Atleta nos Esportes de Ação do Ano”. Mas a skatista e o surfista foram superados pela australiana Arisa Trew, jovem de 13 anos que se tornou a primeira skatista a completar a manobra 720 em uma competição.

Rayssa e Filipinho já haviam sido indicados para a mesma categoria no ano anterior. Mas também bateram na trave. O último brasileiro a ser premiado no Laureus é o nadador Daniel Dias, que venceu na categoria “Melhor Paratleta do Ano” em 2016. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA