23.3 C
Vitória
quarta-feira, 24 abril, 2024

Diretor Financeiro descarta SAF no Corinthians: ‘Dono do clube é a torcida’

“O Corinthians não está interessado em se tornar uma SAF. Achamos que não precisa, pois conseguimos andar com as próprias pernas”, disse Wesley

Os clubes brasileiros se renderam e estão se tornando Sociedades Anônimas do Futebol. As SAFs vieram para salvar muita gente da falência ou para reduzir dívidas, e prometendo também trazer grandes investimentos também em contratações. A tendência que já chegou aos grandes do País, casos de Cruzeiro, Vasco e Botafogo, por exemplo, não vai chegar ao Corinthians. Ao menos é o que garante Wesley Melo, diretor Financeiro da equipe paulista.

“Neste momento, o Corinthians não está interessado em se tornar uma SAF. Achamos que não precisa, pois conseguimos andar com as próprias pernas e ainda temos muito a explorar na questão de gestão e marketing”, disse Wesley, em episódio de série produzida pela Fundação Estudar.

- Continua após a publicidade -

Na visão do diretor, a força da torcida do Corinthians é suficiente para manter o time forte e competitivo, mesmo com avaliação de R$ 1 bilhão em dívidas. “O dono do Corinthians são seus mais de 40 milhões de torcedores”, afirmou.

E fez questão de explicar o que o faz pensar que não há a necessidade de um grupo ou empresa como administrador. “O que temos feito é trazermos as melhores práticas de negócios do mercado privado para dentro do clube que, embora seja uma instituição sem fins lucrativos, precisa de uma governança como de qualquer empresa.”

Na participação na série, Wesley Melo ainda comentou os avanços, nos últimos três anos, que as finanças do time tiveram. Embora com uma dívida na casa de R$ 1 bilhão, ele comemorou e enfatizou que neste ano ela não aumentou. Ainda frisou que a receita tem tudo para ser recorde, com valor estimado na casa dos R$ 750 milhões.

“Conseguimos estabilizar a dívida com nossa própria receita. Além disso, vínhamos de três anos de déficit e fecharemos 2022 com superávit”, afirmou. O clube avalia que receberá nesta janela de transferência ao menos R$ 90 milhões com a venda de jogadores.

Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA