25.5 C
Vitória
terça-feira, 23 DE julho DE 2024

Dia Mundial Sem Tabaco: saiba onde encontrar ajuda

Unidades de Saúde ofertam tratamento gratuito contra o tabagismo, que é a doença crônica causada pela dependência da nicotina

Por Rafael Goulart

Apontado como principal fator de risco evitável para uma série de doenças, o cigarro e suas substâncias tóxicas, em destaque para a nicotina que causa a dependência, continua a seduzir novos consumidores.

- Continua após a publicidade -

Criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Dia Mundial sem Tabaco é lembrado no dia 31 de maio e faz um alerta à população sobre as diversas doenças e mortes relacionadas ao tabagismo.

“Lembrando que o cigarro além de afetar o sistema respiratório, causa doenças cardiovasculares e acidentes cerebrovasculares, além de diversos cânceres, como o de pulmão, onde temos visto tantas pessoas serem acometidas e indo à óbitos pelo mesmo”, alerta a médica pneumologista Jessica Polese.

No Espírito Santo, a Secretaria da Saúde (Sesa) disponibiliza tratamento à população fumante com o Programa Estadual de Controle de Tabagismo. Em 2022, o programa registrou um total de 3.031 pacientes que buscaram e iniciaram o tratamento.

O tratamento é ofertado em 43 municípios, por meio de equipes multidisciplinares e com abordagem cognitiva-comportamental. O usuário passa por uma avaliação clínica que verifica o grau de dependência e, posteriormente, a inserção em um grupo de apoio.

Para participar, é preciso procurar a Secretaria de Saúde Municipal ou solicitar informações sobre o atendimento pelo telefone do Programa Estadual de Controle do Tabagismo: (27) 3636-8206, que atende de segunda-feira a sexta-feira, no horário das 8h às 17h, ou enviando e-mail para [email protected].

Vitória 

Na capital, todas as 29 Unidades Básicas de Saúde (UBS) estão aptas a oferecer o Grupo de Apoio Terapêutico ao Tabagista (GATT) com profissionais capacitados e utilizando o modelo preconizado pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), que inclui a abordagem cognitivo-comportamental do fumante, com treinamento de habilidades comportamentais, visando à cessação e à prevenção da recaída. Quando há indicação, existe também o tratamento medicamentoso.

Nesse tratamento, o indivíduo passa por uma consulta de avaliação clínica antes de iniciar as sessões de abordagem. Nela, é avaliada a motivação da pessoa em deixar de fumar, seu nível de dependência física da nicotina, se há indicação ou contraindicação de uso do apoio medicamentoso, existência de comorbidades psiquiátricas e sua história clínica.

Em 2022, 258 munícipes de Vitória tiveram acesso ao tratamento de apoio profissional para deixar o cigarro. Desses, 170 iniciaram o tratamento, 83 participaram das quatro sessões de abordagem propostas e 44 deixaram de fumar, correspondendo a uma taxa de adesão ao tratamento de 49%, conforme critérios do INCA.

Vila Velha

Em Vila Velha, munícipes encontram no Programa de Tabagismo o apoio para parar de fumar e é alto o índice de abandono do cigarro: cerca de 85% dos participantes largam completamente o vício e 15% conseguem diminuir pela metade o consumo diário.

Os grupos de apoio, iniciativa do Programa de Tabagismo promovido pela Secretaria Municipal de Saúde de Vila Velha, dentro do Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT), acontecem em 15 Unidades de Saúde da cidade, com o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar.

Os munícipes podem se inscrever para participar do Programa nas Unidades de Saúde: Jaburuna, Coqueiral de Itaparica, Araçás, Ibes, Divino Espírito Santo, Jardim Colorado, Vila Garrido, Dom João Batista, Ataíde, Paul, São Torquato, Barramares, Ulisses Guimarães, Barra do Jucu e Ponta da Fruta.

Cariacica

A Secretaria de Saúde de Cariacica (Semus) conta com o Programa Municipal de Apoio à Pessoa Tabagista, que funciona em quatro Unidades Básicas de Saúde: Jardim América, Santa Fé, Jardim Botânico e Nova Canaã, Flexal 2. No segundo semestre Campo Verde e Bela Aurora também passarão a ofertar o serviço.

A pessoa que quer parar de fumar deve fazer a inscrição na unidade que oferece o programa. O usuário já sai da inscrição com data de avaliação agendada. Após as quatro sessões, quem conseguiu parar de fumar começa a participar de sessões quinzenais e pode ser acompanhado por até um ano para evitar recaídas. E quem não conseguiu parar pode passar por novo acolhimento e reiniciar o programa, que tem foco na mudança de hábitos.

Serra

A Prefeitura da Serra informa que, desde 2008, realiza atendimento gratuito aos usuários do sistema municipal de Saúde, que tenham dependência do tabaco e desejam ajuda para deixar o vício. Formado por equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, farmacêuticos, psicólogos, assistentes sociais e nutricionistas, o programa de combate ao tabagismo da Serra funciona em suas seis Unidades Regionais de Saúde (Boa Vista, Feu Rosa, Novo Horizonte, Jacaraípe, Serra Dourada e Serra Sede), e também nas Unidades Básicas de Saúde de Nova Almeida e Nova Carapina I, São Marcos e Cidade Continental.
Para ter acesso ao serviço, o interessado deve se dirigir à Unidade de Saúde mais próxima da sua casa, portando cartão do SUS, comprovante de residência e documento com foto. Lá, será acolhido por uma equipe de saúde e submetido a testes para avaliar seu grau de dependência. Cadastrado, o munícipe passa a receber o tratamento contra o tabagismo.

Linhares

Em linhares, os interessados podem buscar tratamento em qualquer uma das 34 unidades básicas de saúde do município, ou diretamente no Naps, que funciona anexo a USL, (antigo hospital Talma), no bairro Colina. 

Colatina

Em Colatina existe o Programa Anti-tabagismo. O paciente deve procurar a unidade de saúde do seu bairro, que fará o encaminhamento para o serviço.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA