Dia “D” da vacinação neste sábado (30) em diversas cidades do ES

Dia D de vacinação _ Vila Velha, Cachoeiro e Anchieta realziama segunda etapa da campanha

Na luta contra o sarampo, prefeituras realizam mutirão com postos em diversos pontos dos municípios.

Dia “D” da Vacinação neste sábado. Na luta contra o sarampo, O Brasil tem quase 12 mil casos de sarampo confirmados em 16 Estados. E o Espírito Santo faz parte dessa lista. Mas os municípios têm se articulado para evitar o avanço da doença.

Postos volantes em academias de ginástica é a nova estratégia da 2ª etapa da campanha “Vila Velha Contra o Sarampo”, neste sábado (30) no município. O foco prioritário serão os frequentadores (professores e alunos) de 20 a 29 anos. Numa ação de busca ativa desta faixa etária nesses estabelecimentos, haverá vacinação das 8h ao meio-dia.

E para o público em geral nesta faixa etária de 20 a 29 anos, a mobilização disponibilizará a vacina em três unidades de saúde e mais dois postos. Nas unidades de Terra Vermelha, São Torquato e Santa Rita haverá vacinação das 8h às 17h. Também haverá atendimento nos postos instalados nos shoppings Boulevard e Praia da Costa, das 10h às 21 horas.

Anchieta

Dia D da vacinação contra o Sarampo neste sábado em Anchieta também terá como foco adultos entre 20 a 29 anos. Essa é a segunda etapa de vacinação e a primeira foi realizada em outubro.

Oito unidades de saúde da sede e do interior estarão abertas para vacinar das 7h30 às 15h30. Na sede do município, estarão de plantão neste sábado às Estratégias de Saúde da Família – ESF 1, 2 e 3. Mas também haverá plantão nas ESFs de Iriri, Recanto do Sol, Baixo Pongal, Alto Pongal e Jabaquara.

O Núcleo de Imunização do município lembra que é muito importante levar o comprovante de vacinação. Já as demais pessoas que precisarem se vacinar e não estiverem dentro da faixa etária, deverão esperar até o dia 02 de dezembro.

Dia D da Vacinaação contra sarampo

Cachoeiro

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Cachoeiro também realizada neste sábado (30) nova vacinação seletiva contra o sarampo. Haverá atendimento em 25 unidades básicas de saúde na cidade. E no interior em Burarama, Conduru, Córrego dos Monos, Coutinho, Gironda, Itaóca, Pacotuba, São Vicente e Soturno

A ação é voltada para e crianças de até 2 anos e pessoas entre 20 a 29 anos, com o cartão de vacina incompleto ou que não tenha tomado nenhuma dose contra o sarampo.

Nas unidades da região urbana, o horário de atendimento será das 8h às 17h, e no interior, das 9h às 16h. É preciso apresentar os cartões de vacina e do Sistema Único de Saúde (SUS).

“É uma ação para reforçarmos a imunização da nossa população contra o sarampo, que é uma doença fácil de ser transmitida. É uma nova oportunidade para atualização do cartão de vacina”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Luciara Botelho.

Além do sarampo, serão ofertadas vacinas contra meningite C, para meninos e meninas entre 11 a 14 anos. E ainda  contra HPV para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.

Serra

Vinte e três unidades de saúde da Serra abrem neste sábado (30) para o Dia D da segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo.

Todas as pessoas com idades entre 20 e 29 anos devem comparecer, das 8 às 16h30, a uma das unidades de saúde abertas nos bairros: Planalto Serrano A, São Marcos, Serra-Sede, Barcelona, Eldorado, Nova Carapina II, Porto Canoa, Serra Dourada, Taquara II, Feu Rosa, Parque Residencial Laranjeiras, Bairro de Fátima, Boa Vista, Carapina Grande, Central Carapina, Jardim Carapina, Jardim Tropical, José de Anchieta, São Diogo, Cidade Continental – Setor América, Novo Horizonte, Jacaraípe e Nova Almeida.

Sarampo no Brasil

Desde o início do ano, foram notificados 53.761 casos suspeitos de sarampo e confirmados 11.896 (22,1%) deles. Desse total 9.300 (79,0%) por critério laboratorial e 2.596 (21,0%) por critério clínico epidemiológico. Ainda há 19.776 ocorrências sendo investigadas, mas 22.089 (41,1%) já foram descartadas.

Houve 15 óbitos por sarampo no Brasil, 14 deles no estado de São Paulo. Dos 15 óbitos, oito (53,3%) tinham ao menos uma condição de risco ou morbidade:

  • Diabetes mellitus
  • Obesidade
  • Desnutrição
  • Hipertensão arterial sistêmica
  • Epilepsia
  • Sequela de acidente vascular encefálico
  • Vírus da Imunodeficiência Humana/ Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (HIV/AIDS)
  • Leucemia linfocítica aguda
  • Hepatite B
  • Tuberculose
  • Neurotoxoplasmose

As faixas etárias mais afetadas são as crianças com menos de 1 ano, com 18,3% dos casos, e jovens de 20 a 29 anos, com 30,6%. Idosos representam 2,5% dos registros.

No dia 29 de outubro, o Ministério da Saúde anunciou que conseguiu atingir a meta de vacinação contra a doença. O total de 95% de cobertura em crianças de 1 ano, sendo que 14 estados superaram o índice.

Conteúdo Publicitário