25.9 C
Vitória
segunda-feira, 24 junho, 2024

Brasileiros são presos por ligação com o Hezbollah

Os detidos na “Operação Trapiche”, da Polícia Federal,  planejavam ataques à prédios da comunidade judaica no país, como as sinagogas. 

Por Cristiano Stefenoni

Dois brasileiros ligados ao grupo terrorista Hezbollah foram presos pela Polícia Federal nesta quarta-feira (8), em São Paulo, na “Operação Trapiche”. Segundo investigação da PF, os detidos planejavam ataques à prédios da comunidade judaica no país, como as sinagogas. Paralelo a essa operação, a Interpol também prendeu hoje, no Líbano, outros dois brasileiros com cidadania libanesa que planejam ataques terroristas no Brasil.

- Continua após a publicidade -

De acordo com a Coordenação-Geral de Comunicação Social da Polícia Federal, que divulgou a nota da operação, além dos dois mandados de prisão temporária, foram expedidos 11 mandados de busca e apreensão em Minas Gerais, São Paulo e no Distrito Federal.

A divisão antiterrorismo da PF, em Brasília, teria sido alertada sobre criminosos que estavam sendo recrutados no país para ataques terroristas no Brasil. Entre os presos, estava um que havia chegado do Líbano e que foi detido no Aeroporto de Guarulhos (SP), provavelmente, com as orientações para os ataques, segundo avaliação da PF. O outro detido tinha acabado de chegar de Santa Catarina.

Segundo as investigações, os brasileiros presos tiveram encontros com o Hezbollah em Beirute, onde haviam sido definidos valores para agir nos atos terroristas, lista de endereços dos ataques e recrutamento. Por enquanto, eles tiveram a prisão temporária decretada por 30 dias.

Em nota, a PF disse que “Os recrutadores e os recrutados devem responder pelos crimes de constituir ou integrar organização terroristas e de realizar atos preparatórios de terrorismo, cujas penas máximas, se somadas, chegam a 15 anos e 6 meses de reclusão”.

O resultado da operação foi: 07 mandados de busca e apreensão cumpridos em Minas Gerais, 03 mandados de busca e apreensão cumpridos em Brasília, 01 mandado de busca e apreensão e 02 mandados de prisão temporária cumpridos em São Paulo.

Quem é o Hezbollah?

Criado em 1982 pela Guarda Revolucionária do Irã, o Hezbollah é um grupo muçulmano xiita, cujo nome significa “Partido de Alá”. Financiados pelo Irã, eles têm força política, social e armada. Defendem um único governo islâmico, a expulsão dos americanos, franceses e aliados do Líbano, além de terem conflitos históricos com Israel.

O Hezbollah também é conhecido por seu alto poder militar, que inclui: mísseis guiados com capacidade de transportar ogivas de 500 kg a uma distância de 300 km, sistemas de defesa aérea, frota de drones de reconhecimento e combate, foguetes de artilharia não guiados com capacidade de 130 mil lançamentos, além de antitanques e mísseis de cruzeiro, e cerca de 100 mil combatentes.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA