25.9 C
Vitória
sábado, 4 dezembro, 2021

Brasil: instalações solares em residências crescem 2.000%

O país, no que se refere à energia solar, já tem 10 gigawatts de capacidade instalada, segundo Paulo César, secretário do MME

Por Patricia Scott

Uma das matrizes energéticas mais renováveis do mundo está no Brasil. Aproximadamente 48% composta de fontes renováveis. Já a média mundial está em 14%. As informações foram divulgadas pelo secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia (MME), Paulo César Domingues, durante o programa Brasil em Pauta, deste domingo (10), transmitido pela TV Brasil.

Quando se fala em eletricidade, de acordo com Paulo César, os números são ainda maiores: 85% da matriz de eletricidade brasileira são renováveis contra apenas 20% da média mundial.

O secretário enfatizou que, apesar de o Brasil ainda ser muito dependente de hidrelétricas (85% de energia elétrica têm fonte hídrica), o país tem diversificando a matriz. O país, no que se refere à energia solar, já tem 10 gigawatts de capacidade instalada.

Paulo César: “Brasil ainda é dependente de hidrelétricas” – Foto: TV Brasil

“Isso equivale a 70% da capacidade instalada de Itaipu”, divulgou Paulo César. Em três anos houve um aumento de 200% na energia solar centralizada (usinas solares), segundo ele. No entanto, quando se fala em energia solar distribuída (painéis em telhados) o crescimento é de 2.000%.

A eólica é outra fonte de energia que vem crescendo no Brasil. São mais de 700 usinas instaladas em todo o país. A energia proveniente dos ventos, atualmente, é responsável por 11% da matriz energética brasileira. O secretário Paulo César ressaltou ainda que dos biocombustíveis, o Brasil é o segundo maior produtor do mundo com o etanol e o biodiesel.

Com informações Agência Brasil (AB)

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade