Banestes apresenta balanço do 1ª trimestre do ano

(Fotografia - Divulgação)

Números apontam recorde no lucro líquido

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes S.A.) obteve um lucro líquido recorde no primeiro trimestre de 2019, registrando R$ 63 milhões no período, uma marca 171,2% superior ao registrado no trimestre comparável de 2018. Já o resultado operacional no trimestre foi de R$ 97 milhões, 74,9% maior que o alcançado na comparação com o ano anterior. Os números foram divulgados em reunião pública, promovida na manhã desta terça-feira (14), no Palácio Anchieta, em Vitória.

O resultado foi impactado por ganhos com venda de ativos (R$ 27 milhões), redução do custo com risco de crédito (R$ 20 milhões), maiores receitas com crédito (+5,3%) e com serviços (+10,2%) e controle dos custos operacionais.

A Carteira de Crédito Ampliada registrou um saldo de R$ 5,7 bilhões no fim do primeiro trimestre do ano, apresentando crescimento de 1,6% contra o saldo do mesmo período de 2018 e recuo de 2,3% contra o trimestre anterior. As maiores evoluções do trimestre, em comparação ao mesmo trimestre de 2018, foram registradas pelas concessões na modalidade de empréstimos (+6,3%), pelos financiamentos imobiliários (+20,8%) e pelas operações de cartão de crédito (+15,3%).

A Carteira de Crédito Comercial (conceito Bacen) registrou o saldo de R$ 4,0 bilhões, crescimento de 0,6% em relação ao mesmo período de 2018 e redução de 1,5% contra o trimestre anterior. Desse montante, R$ 2,5 bilhões (62,9%) são de operações com pessoas físicas e R$ 1,5 bilhão com pessoas jurídicas (37,1%). Da carteira de pessoa jurídica, 87,7% são concessões a micro, pequenas e médias empresas, e 12,3% a grandes empresas.

O Índice de Inadimplência da Carteira de Crédito Comercial (> 90 dias) encerrou o trimestre em 3,9%, aumento de 0,1 p.p. (ponto percentual) contra o trimestre anterior e redução de 0,3 p.p. contra o mesmo período de 2018. As operações com atraso superior a 90 dias no segmento de pessoa física atingiram 2,6%, enquanto no segmento corporativo fechou em 6,1%. Já a inadimplência da Carteira de Crédito Ampliada (> 90 dias) encerrou o trimestre registrando 2,8%.

Para o governador do Estado, Renato Casagrande, o resultado foi extraordinário e permite projetar um resultado positivo ao fim deste ano (Fotografia – Hélio Filho/Secom)

O Patrimônio Líquido atingiu o saldo de R$ 1,5 bilhão no primeiro trimestre de 2019, crescimento de 9,3% se comparado ao mesmo período de 2018 e de 2,1% em relação ao saldo do trimestre anterior.

A nota de rating em escala nacional (moeda local) para risco de crédito medida pela Fitch Ratings manteve-se inalterada em A+ (bra) no período, com perspectiva estável. A RISKBank, responsável pelo sistema de classificação de Risco Bancário, emitiu nota de classificação do Banestes de 9,78 BRMP 2 (Baixo Risco de Médio Prazo).

No primeiro trimestre, foram distribuídos R$ 20 milhões aos acionistas a título de Juros Sobre Capital Próprio (JSCP). No acumulado dos últimos doze meses, foi destinado aos acionistas o valor de R$ 95 milhões a título de JSCP, representando a distribuição de 42,9% do lucro líquido do período.

Investimentos em Tecnologia

De janeiro a março, o Banestes investiu R$ 2,8 milhões em Tecnologia da Informação e Comunicação, proporcionando significativas melhorias nos serviços bancários. Foram modernizados os sistemas de informação, a infraestrutura de comunicação e a segurança da informação para atender às demandas dos clientes e órgãos reguladores.

Em especial, trabalhou-se nas demandas de Nova Cobrança, Compensação em Sessão Única e na ampliação de prestação de serviços pelos canais digitais. Alinhado aos princípios e valores como inovação e foco no cliente, buscou-se maior comodidade e agilidade no uso dos serviços bancários com a disponibilização de novos serviços no Internet Banking, Aplicativo Banestes e Banestes.Corp.

Adicionalmente a estas ações, foi definido um novo padrão de arquitetura para as soluções de TI, adotando conceitos de Arquitetura Orientada a Serviços e Containers, possibilitando a adoção de soluções de open banking e fomentando a transformação digital.

Cartões

Um dos vetores de crescimento do Banestes, o cartão “Banescard”, continua a avançar no mercado de meios de pagamentos. São mais de 2 milhões de estabelecimentos comerciais credenciados às redes Cielo, Getnet, Bin e Rede em todo o Brasil. No primeiro trimestre do ano, foram mais de seis milhões de operações, expansão de 5,0% em comparação ao mesmo período de 2018.

O presidente do Banestes, Amarildo Casagrande, afirmou que o resultado demonstra que o banco tem seguido uma gestão estratégica coerente (Fotografia – Hélio Filho/Secom)

O valor transacionado em compras e saques com os cartões de débito e crédito atingiu R$ 428 milhões e obteve crescimento de 4,4% contra 2018. Os cartões de crédito e débito Banestes Visa mantêm crescimento expressivo.

Nos três primeiros meses do ano, obtiveram crescimento de 36,0% em números de transações em compras e saques, de pessoas físicas e jurídicas, em relação ao mesmo período de 2018. Esse fato resultou em um aumento de 35,0% no faturamento de cartões, alcançando a cifra de R$ 288 milhões no período.

Canais e Serviços Digitais

Atuando fortemente para aumentar a oferta de serviços digitais, o Banco encontra-se em estágio avançado de desenvolvimento dos aplicativos Abre Contas Banestes e Banestes Cartões, que serão lançados para o mercado em breve.

Também foi disponibilizado aos clientes PJ o portal web: Banestes.Corp. Novos serviços foram lançados no Aplicativo Banestes e no Internet Banking, canais que hoje correspondem a 58,5% das transações realizadas na Instituição.

No período, o volume de operações bancárias em canais eletrônicos atingiu 19 milhões de transações, crescendo 40,5% em relação ao mesmo período de 2018. No aplicativo Banestes foram registradas mais de 13 milhões de transações, crescendo 36,5% e se mantendo como o principal canal transacional do Banestes.

Branding

Seguindo o reposicionamento de marca iniciado em 2018, no primeiro trimestre de 2019 o Banestes reforçou o uso dos direcionamentos apontados pelo Branding, a fim de manter a percepção de união capixabas/Banco do Estado do Espírito Santo com o uso de peças publicitárias, nos meios tradicionais de divulgação, e com reforço em mídia digital (Facebook, Instagram, Twitter e Whatsapp).

O Banestes também reforçou em suas divulgações a ideia de ser um Banco “Digital quando você quiser” e que está “ao seu lado sempre que você precisar”, assim, dando destaque ao fato de ser atualmente uma das poucas instituições financeiras que detém este atributo de proximidade, tanto em meios digitais quanto em atendimento presencial, o que facilita o relacionamento com os diversos públicos, de diferentes idades e perfis negociais.

Em sua fase final de “Branding”, o Banestes, nesse primeiro trimestre de 2019, focou na melhoria do relacionamento da rede Banesfácil e seus clientes, que somam 52,0% das autenticações eletrônicas do SFB, com 400 representantes credenciados, o que tornam ainda mais próximas as relações banco x sociedade.


LEIA MAIS
Conteúdo Publicitário
Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!