16.9 C
Vitória
sábado, 31 julho, 2021

Baleias jubarte já podem ser vistas no litoral capixaba

O espetáculo protagonizado pelas baleias jubarte já pode ser visto no litoral capixaba

Por Munik Vieira 

As baleias saem dos mares gelados da Antártica todos os anos, durante o inverno do Hemisfério Sul, para se reproduzirem e amamentarem seus filhotes em águas mais quentes e calmas. Atualmente, elas estão na costa capixaba. E o melhor de tudo: você pode aproveitar o espetáculo em alto mar bem de perto.

No Espírito Santo, a observação das Jubartes ocorre há 25 quilômetros da costa, cerca de 40 minutos mar adentro, o que atrai turistas de todas as partes do mundo. A observação é possível na costa capixaba entre os meses de maio e novembro (inverno).

Os passeios saem do píer localizado na Enseada do Suá e devem ser feitos por empresas capacitadas pelos grupos de pesquisa desta espécie, o Amigos da Jubarte (Instituto Canal e Últimos Refúgios) ou Instituto Baleia Jubarte.

Sobre o passeio

A embarcação que realiza a observação de baleias comporta 30 pessoas e é necessário fazer reserva antecipada. O passeio custa em média R$ 300. Vale destacar que não é feito mergulho com os animais, a atividade é apenas de contemplação.

Foto: Sergio Cipolloti

Complementando o atrativo, na Praça do Papa o visitante tem acesso ao Memorial da Baleia Jubarte onde há um acervo sobre animais marinhos e técnicos que apresentam informações importantes sobre as espécies marinhas com enfoque maior para as jubartes.

“O turismo de observação das baleias jubarte é uma importante ferramenta de conservação da espécie em seu habitat natural, promovendo a sensibilização da população da nossa ilha. Com isso, afastamos as chances de retorno da caça comercial e predatória dessa espécie. Hoje, essa atividade é realizada em mais de 100 países, o que gera uma receita de cerca de 3 bilhões de dólares ao ano. E Vitória tem grande potencial de crescimento nesse segmento”, disse a diretora de Turismo da Companhia de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Vitória – CDTIV, Luzia Toledo.

Protocolos

Vale ressaltar que, este ano, os protocolos sanitários continuam rígidos: o uso de máscaras é obrigatório, bem como de álcool em gel, o respeito ao distanciamento e a medição de temperatura ao entrar nas embarcações. Com essas medidas preventivas, “não houve registro de infecção ou transmissão do vírus nas nossas expedições”, informou o diretor do Instituto O Canal, Sandro Firmino.

“Em 2021, acredito que encontraremos menos animais mortos no nosso mar. Muitas vezes, as baleias são atropeladas pelas embarcações ou ficam presas em equipamentos de pesca. Espero que muitos filhotes venham a nascer saudáveis em nossas águas”, completou.

Tem interesse em fazer este passeio? Você encontra mais informações nos seguintes sites

Instituto Baleia Jubarte

Projeto Amigos da Jubarte

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade