24.9 C
Vitória
terça-feira, 21 setembro, 2021

Alta inflacionária

Mais Artigos

Puxada pelos alimentos, que são as principais pautas de exportação do Brasil

A inflação de agosto chegou a 0,24%, segundo dados do IBGE. É a maior alta para o mês desde 2016, que se refletiu, principalmente, no aumento de preços da gasolina e de alimentos.

O conselheiro do Corecon-ES Heldo Siqueira explicou que trata-se de um mês de inflação baixa em geral, pois se caracteriza pelo início da venda dos estoques para posterior reposição na expectativa das festas de fim de ano.

“Conforme há a reposição dos estoques antigos pelos novos, os preços mais elevados dos produtos em dólar provocam pressões inflacionárias.

Os alimentos são a principal pauta de exportação do Brasil e, nesse sentido, com o aumento dos preços em dólar, passa a ser mais vantajoso o produtor vender no mercado internacional.

Assim, para manter a oferta no mercado nacional, os produtores cobram o equivalente que seria vendido em dólar”, ressaltou.

O economista destacou, ainda, que esse movimento faz com que os preços em reais fiquem mais caros.

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba