Ministério do Trabalho: Eliseu Padilha assume interinamente a pasta

Eliseu Padilha
Foto: Cesar Itiberê/PR

O então ministro, Helton Yomura, foi exonerado por envolvimento com fraudes em registros sindicais

Após a queda de Helton Yomura, o Ministério do Trabalho terá como interino o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. Ele vai acumular os dois cargos. Em edição extra do Diário Oficial da União, publicado nesta quinta (5), o presidente Michel Temer exonerou Yomura e nomeou Padilha.

Em nota à imprensa, o Palácio do Planalto informou que Temer recebeu e aceitou o pedido de exoneração do ministro do Trabalho. As informações são da Agência Brasil.

“O presidente agradeceu sua dedicação à frente da pasta”, diz a nota da Secretaria de Comunicação Social da Presidência.

Um dos alvos da terceira fase da Operação Registro Espúrio foi o ministro Helton Yomura. Ele prestou depoimento na superintendência do órgão, em Brasília. A operação foi deflagrada nesta sexta-feira (6) pela Polícia Federal (PF).

A Polícia Federal informou que o objetivo da terceira fase da Operação Registro Espúrio foi aprofundar as investigações sobre uma suposta organização criminosa suspeita de fraudar a concessão de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho.

Leia também:
Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!