21 C
Vitória
terça-feira, 16 agosto, 2022

Sá Leitão é o novo ministro da Cultura

Foto: Reprodução

Após a posse, o presidente Temer diz que país começa a respirar nova economia

O jornalista Sérgio Sá Leitão é o novo ministro da Cultura. A cerimônia de posse foi realizada nesta terça-feira (25), no Palácio do Planalto. Durante a posse, o presidente destacou que o novo ministro vai trazer à cultura brasileira dinamismo e competências já comprovadas, ao abordar o currículo do ministro.

Em seu discurso, Temer também destacou a capacidade de recuperação e otimismo do povo brasileiro. “Devemos retirar toda e qualquer palavra de pessimismo. Vivemos num país de muito otimismo. Temos dificuldades? Claro que as temos, mas isso é mais ou menos histórico do nosso país. E exata e precisamente a capacidade extraordinária de recuperação do povo brasileiro, a capacidade extraordinária de otimismo”, disse o presidente.

Sobre a retomada da economia, o presidente foi taxativo. “Depois de uma longa recessão, começamos a respirar uma nova economia e novos costumes no nosso país”, destacou.

Sá Leitão é o terceiro titular da pasta no governo Michel Temer, iniciado em maio de 2016. O ministro disse que “contará com o apoio do presidente Temer e se comprometeu em fazer o que estiver ao seu alcance para surpreender a confiança e a expectativa de todos e do presidente”.

O ministro disse ainda que o impacto positivo da cultura na economia, que chamou de um “poderoso antídoto” para a crise do país. O ministro se comprometeu com um “choque de gestão” na pasta. “A cultura tem elevada capacidade para evolução do país, poderoso antídoto para a crise que ainda nos deprime, embora estejamos saindo dela”, finalizou.

Sérgio Sá Leitão

Formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com pós-graduação em E-business pelo IBMEC e em Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo (USP), Sérgio Sá Leitão foi secretário municipal de Cultura do Rio de Janeiro entre 2012 e 2015, durante o governo de Eduardo Paes (PMDB).

De 2009 a 2015, também presidiu a RioFilme. Neste período, foi chefe de gabinete do próprio ministério no período em que Gilberto Gil comandou a pasta. Como jornalista, o novo ministro trabalhou nos jornais “Folha de S. Paulo”, “Jornal do Brasil” e “Jornal dos Sports”. Sá Leitão também atuou como consultor de empresas e realizou curta-metragens, clipes, comerciais institucionais e exposições de fotografia.

Sá Leitão também assessorou a presidência do BNDES, foi membro do Conselho Petrobras Cultural, vice-presidente da Comissão Interamericana de Cultura (OEA) e vice-presidente da Associação das Distribuidoras Brasileiras (Adibra).

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade