24.9 C
Vitória
sexta-feira, 14 junho, 2024

PNI passará a contar com vacina contra covid

Recomendação do MS é que crianças de 6 meses a menores de 5 anos e grupos de risco sejam prioridade na vacinação.

Por Gustavo Costa

Em uma mudança alinhada com a Organização Mundial da Saúde [OMS], o Ministério de Saúde anunciou que a vacina contra a covid-19 passará a incorporar o Programa Nacional de Imunizações (PNI) à partir de 2024.

- Continua após a publicidade -

O MS aproveitou para recomendar que estados e municípios deem prioridade a crianças de 6 meses a menores de 5 anos  e pessoas pertencentes a grupos com maior risco de desenvolver formas graves da doença, como idosos, imunocomprometidos, gestantes , trabalhadores da saúde, pessoas com comorbidades ou em instituições de longa permanência, além de indígenas, quilombolas e ribeirinhos entre outros.

Segundo a secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente do ministério, Ethel Maciel, a mudança visa ajustar o programa paralelo criado durante a pandemia para operacionalização da vacina contra a covid. “O que fizemos este ano foi trazer a vacina contra a covid-19 para dentro do Programa Nacional de Imunizações. A vacina passa a ser recomendada no calendário de crianças. Para todas as crianças nascidas ou que estejam no Brasil, com idade entre 6 meses e menores de 5 anos, a vacina passa a ser obrigatória no calendário vacinal”, explicou, em entrevista à Agência Brasil.

Maciel aproveitou para lembrar que a vacina bivalente segue disponível em todo o país, uma oportunidade importante para quem ainda não recebeu a dose este ano. “A vacina vai ser anual. Se a pessoa tomou a dose deste ao, já está com a dose em dia. Essa é a recomendação da Organização Mundial da Saúde agora, dose anual” falou ela.

 

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA