21.6 C
Vitória
sexta-feira, 24 setembro, 2021

Orquestra Jovem Social: música como esperança para crianças da Cracolândia

Existem muitos projetos sociais atuantes na região, que dedicam as atividades lúdicas com crianças e adolescentes e tendem a colher melhores resultados

Um levantamento realizado pela Unidade de Pesquisas de Álcool e Drogas (UNIAD) da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) em 2019 traçou o perfil de usuários da Cracolândia, bem como os quatro principais fatores que os levariam a sair desta situação. São eles: trabalho (44%), amparo familiar (32,8%), residência (20%) e tratamento contra a dependência (18,8%). O apoio e o acolhimento em Comunidades Terapêuticas (22,6%) estão entre os principais fatores.

Para tentar conter o avanço da criminalidade e tráfico de drogas na região, a prefeitura da cidade de São Paulo reforçou recentemente o policiamento na Cracolândia. O efetivo passou de 80 para 166 da Guarda Municipal que passa a atuar 24h na região da Luz. A GCM não irá permitir que barracas sejam ocupadas por traficantes de entorpecentes, pois elas atrapalham o trabalho de agentes de políticas públicas e de saúde.

Para ajudar a prefeitura nesta missão, existem muitos projetos sociais atuantes na região, mas àqueles que dedicam as atividades lúdicas com crianças e adolescentes tendem a colher melhores resultados. O “Projeto Orquestra Jovem Social”, por exemplo, tem como objetivo a educação musical gratuita e de qualidade para crianças e jovens que se encontram em vulnerabilidade social, na região da Cracolândia em São Paulo.

Essa é a missão do Projeto Orquestra Jovem Social, criado em 2020, pela ACRIART – Associação Cristã de Artistas, que é uma instituição sem fins lucrativos, e visa o desenvolvimento da cultura, da educação e do bem-estar social por meio da arte. Os ensaios da “Orquestra Jovem Social” são realizados nas dependências do Projeto “Da Pedra Para Rocha” na igreja Bola de Neve Centro.

O presidente da ACRIART explica o histórico da região e a meta do projeto. ‘A região da Cracolândia foi historicamente um reduto da indústria pornográfica. Devido às condições desumanas de atuação, os artistas passaram a usar álcool e drogas para dar conta das horas ininterruptas nos sets de gravação; com o passar dos anos, deu origem ao caos social da região. Tudo isso deixou rastros, como o famoso e temido ‘Fluxo’, em que homens, mulheres e crianças perambulam em busca de drogas Então, se por um lado foi por meio da arte, que de alguma forma surgiu a ‘Cracolândia’, é por meio da arte que queremos resgatar estas pessoas’, afirma Fabiano Moreira, presidente da Associação Cristã de Artistas.

O projeto está sendo realizado pelo PROMAC (Programa Municipal de Apoio a Projetos Culturais) da Secretaria Municipal da Cultura e pela ACRIART – Associação Cristã de Artistas, com o patrocínio de grandes instituições com responsabilidade social, como a B3 (Bolsa de Valores) e a Falconi.

“Nós acreditamos nas organizações e no seu poder de transformação do mundo. E confiamos no impacto positivo que podemos promover na sociedade, ajudando as organizações a se perenizarem e cumprirem sua função social de construir um mundo melhor e mais sustentável”, Izabela Murici – Sponsor do Programa de Desenvolvimento Sustentável da Falconi.

A metodologia do projeto Orquestra Jovem Social é composta por aulas coletivas de violino, viola clássica, violoncelo e musicalização infantil. Além de contribuir para a socialização, as aulas exercem influência pedagógica, motora e intelectual para os jovens e as crianças.

Em uma situação de total vulnerabilidade social, como é o caso de filhos de dependentes químicos, a Arte e a Cultura são instrumentos de transformação social, capazes de trazer esperança em meio ao caos. E esses são os pilares do Orquestra Jovem Social.]

Além disso, a Orquestra é regida pela maestrina Paola Fachinelli, bacharela em Música, pelo Instituto de Artes da Unesp. Fez cursos de regência coral com o maestro alemão Hans Peter Schurz, Naomi Manakata e regência orquestral com o maestro húngaro Lazlo Marosi, da Universidade da Flórida.

A ACRIART – Associação Cristã de Artistas é uma instituição sem fins lucrativos, fundada para auxiliar artistas na elaboração de projetos artísticos, culturais e esportivos, assim como apoiá-los na produção e difusão dos seus trabalhos. Essa é a forma que a instituição encontrou para trazer entretenimento e alívio ao público, em meio ao isolamento social provocado pela pandemia que assola a humanidade nestes tempos tão difíceis.

Com informações de Agência Estado 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade